Assinar

Praticante de ‘kitesurf’ russo morre após dificuldades no mar numa praia de Peniche

Um praticante de ‘kitesurf’, de nacionalidade russa, morreu hoje depois de ter estado em dificuldades no mar, na praia dos Supertubos, em Peniche, distrito de Leiria, disseram fontes da Autoridade Marítima e do Centro Hospitalar do Oeste (CHO).

Um praticante de ‘kitesurf’, de nacionalidade russa, morreu hoje depois de ter estado em dificuldades no mar, na praia dos Supertubos, em Peniche, distrito de Leiria, disseram fontes da Autoridade Marítima e do Centro Hospitalar do Oeste (CHO).

O praticante de ‘kitesurf’ deu entrada na urgência de Peniche do Centro Hospitalar do Oeste, onde “as manobras de suporte básico de vida de reanimação não foram bem sucedidas e o óbito foi declarado”, confirmou à agência Lusa Francisco San Martin, diretor clínico do CHO.

A vítima, de 34 anos, “estava a praticar ‘kitesurf’ quando a prancha se partiu e ficou em dificuldades” dentro de água na praia dos Supertubos, disse à agência Lusa Fernando Fonseca, porta-voz da Autoridade Marítima Nacional, que confirmou também o óbito.

A Capitania de Peniche enviou para o local a lancha da estação salva-vidas e uma mota de água, mas o surfista acabou por ser resgatado por “outros surfistas que o trouxeram para terra”, adiantou.

Na praia e a caminho da urgência de Peniche do Centro Hospitalar do Oeste foi sujeito a manobras de reanimação.

O socorro foi pedido pelas 08:30, tendo sido mobilizados para o local 12 elementos e cinco viaturas, de acordo com a página da internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

No local estiveram a Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Caldas da Rainha, a ambulância de Suporte Imediato de Vida de Peniche e uma ambulância dos bombeiros locais.

Um praticante de ‘kitesurf’ desloca-se sobre uma prancha, com tração do vento através de uma estrutura que se assemelha a um parapente, à qual o praticante está preso pela cintura.

Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.