Select Page

Já há quem circule em contramão na nova rotunda do Leroy Merlin

Configuração da nova estrutura, aberta ao trânsito há 15 dias, tem confundido alguns condutores Foto: Fernando Rodrigues

Alguns condutores já entraram em contramão na nova rotunda da avenida Francisco Sá Carneiro, junto ao Leroy Merlin, em Leiria. Aberta há cerca de 15 dias, a nova estrutura tem confundido os automobilistas que circulam no sentido ascendente e optam por virar à esquerda sem contornar a rotunda com forma oval e desnivelada.

Mas enquanto a PSP de Leiria adianta não ter registo de qualquer acidente no local nem “conhecimento da ocorrência de trânsito em sentido oposto ao legalmente permitido”, Ricardo Santos, vereador com o pelouro do Trânsito, confirma ao REGIÃO DE LEIRIA o registo de viaturas em contramão na rotunda. Esclarece contudo que, apesar das obras não estarem concluídas, foram implementadas várias medidas para minimizar os riscos de acidente.

Além da criação de um “ilhéu separador temporário que permita segregar os vários sentidos de trânsito e obrigar ao cumprimento das prioridades nos ramos de acesso à rotunda” e de “lombas redutoras de velocidade em perfil elipsoidal (forma de elipse) com respetiva sinalização vertical e horizontal” no sentido descendente da avenida Francisco Sá Carneiro, a faixa de rodagem foi limitada temporariamente com perfis móveis de plástico na frente de obra, tendo sido ainda colocada uma barreira “new jersey” no sentido descendente da avenida e na zona de curva de modo a “minimizar o risco de despiste e invasão da faixa de rodagem contrária”.

“Muro de Merlin” vai ser cortado um metro em toda a extensão

Entretanto, o muro construído no centro da rotunda foi cortado apenas nos topos, faltando proceder ao corte de mais de um metro de altura em toda a sua extensão.

Falta ainda concluir um segundo acesso ao Leroy Merlin junto à rotunda, a segunda faixa de rodagem na rotunda e avenida (sentido descendente), os espaços verdes da rotunda, iluminação circundante, passeios e muros de vedação, acrescenta o vereador, que aponta o mês de março para a conclusão dos trabalhos, sendo que a iluminação pública deverá ficar assegurada em janeiro.

Acidentes continuam a surpreender na rotunda dos Parceiros

Já na rotunda aérea dos Parceiros, junto ao LeiriaShopping, continuam a ocorrer acidentes com veículos em contramão, embora poucos sejam participados à PSP, que, em 2018, e até ao passado dia 20, registou apenas um acidente no local envolvendo um carro em contramão, do qual resultou um ferido leve.

Na penúltima semana contudo, terão ocorrido pelo menos dois embates, havendo ainda notícia de um outro na passada semana.

O problema tem sido recorrente desde a abertura da rotunda, em novembro de 2011, e surpreende as autoridades que não encontram motivos para a confusão dos automobilistas, tendo em conta a sinalização no local.

Na penúltima reunião de executivo da Câmara de Leiria, o vereador Álvaro Madureira (PSD), que assistiu, no passado dia 15, a um embate na rotunda com um veículo em contramão considera necessário reforçar a sinalização, com recurso a rails metálicos em alguns pontos, que impeçam os veículos que circulam no sentido LeiriaShopping-Leiria de virarem à esquerda em vez de contornarem a rotunda.

Acidentes  na rotunda aérea dos Parceiros têm sido frequentes Foto: Tiago Rebelo

Depois de ouvir algumas opiniões técnicas, o vereador sugere “pequenas correções” ao nível da sinalização, com instalação de “baias direcionais luminosas”, “placas direcionais à entrada da rotunda com passeios mais altos e pinos refletores”, “sinais de obrigação e de rotunda luminosos”. “E no eixo da faixa de rodagem e onde estão placas triangulares pintadas no solo propõe-se que se coloquem placas materializadas com rails metálicos para obrigar as pessoas a contorná-las e impedir que virem à esquerda”, defendeu.

Já o vereador Ricardo Santos considera que “não é a falta de sinalização que causa acidentes”, acrescentando haver indícios de que alguns GPS estarão a dar “indicações erradas” e a confundir automobilistas que “normalmente não passam naquela via”.

Em resposta ao nosso jornal, o comandante da PSP de Leiria diz também não encontrar ali motivos para a circulação em contramão. Por entender que “a sinalização está correta e percetível”, atribui o problema sobretudo à “desatenção dos condutores”. “A própria configuração da via leva os condutores para a direção certa, pelo que a contramão será sempre da responsabilidade do condutor”, sublinha.

Ainda assim, e embora reafirme que a sinalização no local “respeita as diversas normas de sinalização de trânsito e cumpre com o projeto aprovado”, o vereador Ricardo Santos adianta estar programada uma visita técnica ao local com a Subconcessão do Litoral Oeste (AELO) na segunda semana de janeiro, “de forma a avaliar um eventual reforço da sinalização ou de meios de segregação dos vários sentidos de trânsito”.

O REGIÃO DE LEIRIA tentou obter esclarecimentos junto da AELO mas não obteve resposta até à data.

MR

Desde a abertura da rotunda aérea dos Parceiros, a PSP foi chamada a intervir em 9 acidentes: 2012 (1); 2013 (1); 2014 (2, um deles com três feridos leves); 2015 (1 com um ferido leve); 2017 (3, dois dos quais com dois feridos leves); e 2018 (1 com um ferido leve)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara de Leiria deve transferir, a partir de 2020, a Feira de Maio para uma nova localização?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Share This