Select Page

Médicos e enfermeiros denunciam situação “dramática”

Médicos e enfermeiros denunciam situação “dramática”

Hospital de Leiria sem capacidade para receber doentes urgentes, obrigou a desvio de utentes para hospitais vizinhos. Profissionais de saúde chegam a declarar que não assumem responsabilidade pelas condições em que trabalham.

Doentes urgentes desviados para hospitais vizinhos, médicos que declaram não se responsabilizar pelas condições em que exercem o seu trabalho, enfermeiros que se queixam de exaustão, diretores que se demitem e cirurgias reduzidas a metade. Estes são os sintomas visíveis dos dias conturbados que têm sido vividos no funcionamento do Hospital de Santo André (HSA), em Leiria.

Do lado dos profissionais de saúde, fala-se numa situação “dramática” e “caótica”. O reforço dos profissionais de saúde e a melhoria das condições de trabalho, são os remédios que prescrevem. Já a administração do hospital considera ser previdente evitar alarmismos.

Todavia, é indisfarçável que a situação vivida nas urgências está longe de ser normal. De tal forma que o hospital instalado em Leiria, chegou a estar incapaz de receber doentes da própria cidade. “Nos últimos dias, em particular na última semana, rececionámos no Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, doentes de Leiria, cidade, alguns dos quais trazidos diretamente por corporações de bombeiros”, confirmou, na última segunda-feira, ao REGIÃO DE LEIRIA aquele centro hospitalar.

Saiba mais na edição impressa desta quinta-feira, dia 28 de fevereiro, do REGIÃO DE LEIRIA. 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a classificação do património do cemitério de Leiria?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This