Select Page

Presidente da Assembleia Municipal defende que “tem de haver dinheiro” para a saúde

Presidente da Assembleia Municipal defende que “tem de haver dinheiro” para a saúde

O presidente da Assembleia Municipal de Leiria defendeu hoje que o argumento de falta de financiamento “não é aceitável” para os problemas no Hospital de Leiria.  E argumenta que “tem que haver dinheiro” para os cuidados de saúde.

Numa nota publicada esta tarde na página da Assembleia Municipal na rede social Facebook, depois de ter sido conhecida a demissão de Helder Roque da presidência do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Leiria, António Sequeira refere que “tem que se concluir que não há congruência entre a extensão territorial a servir e os meios disponíveis”.

Apontando que se acentuam “os problemas que envolvem a qualidade dos serviços prestados pelo Hospital de Leiria”, António Sequeira entende que “o argumento da falta de financiamento não é aceitável”.

Lembrando as queixas que se tornaram “recorrentes”, provenientes de “fontes fidedignas que não se compadecem com desculpas simplistas de má utilização dos serviços de urgência”, o presidente da AML refere que “para preservar o nível do nosso SNS tem que haver dinheiro, custe o que custar, falte onde tiver que faltar,menos nos cuidados mínimos de saúde dos portugueses”.

Entretanto, citado pela agência Lusa, Raul Castro, presidente da Câmara de Leiria, lamentou a demissão de Helder Roque.

Raul Castro espera que “possa haver uma decisão que ajude a mitigar as situações que vêm acontecendo e têm sido descritas por vários utentes do CHL”.

“O CHL passou a ter mais utentes de outros concelhos e não nos foram dados os recursos humanos necessários. Vou ter uma reunião hoje com a ministra da Saúde e vamos querer saber as decisões que estão a pensar tomar e se vão fazer o que é preciso ser feito”, sublinhou o autarca.

Para o presidente da Câmara de Leiria, Helder Roque “continua a ser um bom líder”, mas “só se pode ser bom líder” se houver “os meios e os recursos para dar a resposta às necessidades dos doentes”.

“Não houve autonomia financeira – se calhar é o momento de a darem aos hospitais – para reforçar o Centro Hospitalar de Leiria com mais médicos, mais enfermeiros e mais técnicos. Dificilmente é possível fazer um bom trabalho sem recursos. Durante estes anos em que [Helder Roque] esteve à frente do CHL a qualidade do serviço do CHL aumentou”, destacou ainda Raul Castro.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, Fernando Costa, o cabeça de lista do PSD à presidência da Câmara de Leiria nas últimas eleições autárquicas, revelou estar a seguir com preocupação a situação vivida no Hospital. O vereador social-democrata adianta ainda a sua disponibilidade e empenho para contribuir para que seja encontrada uma solução para as dificuldades que atingem aquela unidade hospitalar. 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que os trabalhadores tenham direito a desligar o telemóvel e o computador fora do horário laboral?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Share This