Empresa anuncia aluguer de equipamentos para ultrapassar problemas na Etar Norte Foto de arquivo: Joaquim Dâmaso A Águas do Centro Litoral (AdCL) vai proceder ao “aluguer de equipamentos”  para incrementar o volume tratado na Etar do Coimbrão.  A decisão surge depois de, na última quarta-feira, ter sido tornado público um vídeo, nas redes sociais, que denunciava uma descarga poluente no rio Lis, em Galeota, Vieira de Leiria. Na noite de ontem, quinta-feira, a AdCL, empresa responsável pela Etar Norte (em Coimbrão, concelho de Leiria), confirmou que a descarga foi originada por uma avaria na Etar. No comunicado divulgado na manhã desta sexta-feira, dia 9, a empresa sublinha que a situação detetada esta semana se tratou de “uma descarga pontual”, que resulta de “uma avaria parcial nos equipamentos destinados à desidratação de lamas, facto que inviabiliza a necessária e completa remoção dos sólidos no processo de tratamento das águas residuais, originando episódios, esporádicos, de bulking no tratamento biológico da ETAR do Coimbrão”. O bulking é “um fenómeno responsável pela dificuldade de sedimentação das lamas formadas”, explica Tânia Frazão, autora de uma tese de mestrado sobre a matéria, apresentada no Instituto Superior Técnico, em 2015. “A AdCL está a adotar as medidas necessárias no sentido de rapidamente proceder à correção da anomalia, não tendo sido registado mais ocorrências até ao momento”, acrescenta o comunicado. “Para que os melhores processos sejam repostos”, explica a empresa, “há necessidade de intervenções de reparação por parte de empresas do setor, os quais se preveem que ocorram com a maior brevidade possível, apesar das condicionantes relativas ao período de férias”. Para já, visando “minimizar os impactos decorrentes do processo de tratamento”, a empresa garante ter já avançado com o “aluguer de equipamentos de espessamento mecânico de lamas e de uma centrífuga, por forma a incrementar o volume tratado”. “Presume-se que já no decurso da próxima semana se iniciará a instalação destes equipamentos com a melhoria evidente dos processos de tratamento das águas residuais”, refere ainda o comunicado. Estes procedimentos serão acompanhados pela Agência Portuguesa do Ambiente, acrescenta a AdCL. Entretanto, a GNR confirmou ao REGIÃO DE LEIRIA ter tido conhecimento da descarga no rio Lis, adiantando que se encontram a decorrer “diligências de investigação”. CSA