Select Page

Autentico: Uma pastelaria à brasileira para Leiria

Apesar do nome italiano, a essência busca o ADN tropical para apresentar aos portugueses o tradicional lanche de feira do país-irmão

Esqueça os balcões recheados de itens à base de ovos, bolos e releituras afrancesadas. O novo empreendimento da rua Gago Coutinho, no centro histórico de Leiria, remete para além-mar o conceito de pastelaria. Não se trata de confeções açucaradas, nem tão pouco há variedade infinita de combinações com cobertura. A estrela principal é o pastel em moldes brasileiros, com massa de “vento” crocante, que combina apenas farinha, água e óleo, para trazer variações no interior que vão do simples queijo ou carne ao tupiniquim palmito – caule obtido do interior das palmeiras de textura macia.

A receita é amplamente conhecida nas feiras populares do país tropical. De norte a sul é possível encontrar versões próprias, mas a que acaba de escolher morada próximo da praça Rodrigo Lobo tem declarada influência de São Paulo, de onde vêm também os donos. “É algo que faz parte da cultura do paulistano e de todo o brasileiro”, sublinha Luiz Fuzetti, nome que, ao lado da mulher Maria Belo, inaugurou o conceito por esses lados após uma pesquisa de mercado a nível nacional que detetou uma brecha na produção de pastéis a nível industrial no país. “A gente sabe que Portugal tem muitos brasileiros e nós também quisemos mostrar o produto para os portugueses”, conta o fundador que é também o gastrónomo a assinar as receitas.

O nome tem a missão de explicar parte da origem e do conceito. O título sem acento remete para a ascendência de Luiz, que tem avós italianos, e a autenticidade vem do processo. O casal foi à procura de formação especializada para encontrar a fórmula que resultasse num padrão passível de se tornar franchising. É que antes mesmo de abrir o empreendimento em Leiria o engenheiro e a advogada já haviam traçado o modelo de negócio que pretendem levar para outros países da Europa, sendo o próximo Espanha. Com uma fábrica capaz de produzir até 500 quilos de massa por dia, os dois querem investir no mercado de fornecimento, mas, sobretudo, de formação e consultoria para novas empresas. “Nossa intenção é permitir que outras pessoas empreendam”, explica Maria.

Por ser fundamentalmente pensado para o público europeu, o espaço foge da ideia de barracas populares onde se encontram os típicos pastéis no Brasil. O ambiente mais elaborado permite associações que pouco alinham com a rua, como a pequena lista de vinhos. Ideia futura é fazer com que os portugueses também assimilem o item como opção para uma refeição. Para isso, o casal de empreendedores já pensou no formato de pastel mais salada que, nas próximas semanas, já deve estar disponível ao almoço.

No cardápio, oito são as opções de recheio à escolha. “Acho que conseguimos alcançar todos os gostos”, arrisca Maria, lembrando o sabor que faz homenagem e leva o nome da cidade que escolheram para começar: bacalhau, azeitona preta, ovo e tomate. Tal como o Leiria, os outros sete sabores têm tamanho e preço definidos: paga-se 3 euros por qualquer um dos formatos distribuídos em dimensões de 10 centímetros de largura e 20 de comprimento.

Autentico – Pastel do Brasil

927 759 824
Rua Gago Coutinho, nº 13, Leiria
Funcionamento: De terça a sábado das 12h às 23h (às quintas encerra às 20h). Aos domingos das 13h às 18h
Preço médio: 5 euros

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A programação da Capital Europeia da Cultura deve ou não incluir espetáculos tauromáquicos?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This