Select Page

Novidade: Vai um PiCoollé na Nazaré?

Esqueça o “fruta ou chocolate!”! Neste verão, na Nazaré, é o picolé do Brasil ou o PiCoollé à moda da praia que está a dar que falar. É fresco, colorido, artesanal, cheio de fruta e… super instagramável

São, certamente, candidatos ao título de gelados mais “instagramáveis” deste verão, pelo menos na Nazaré. Mas as delícias da PiCoollé, gelataria que se instalou no número 9, ao lado do Ascensor, são muito mais do que isso. São apresentados como gelados de fruta 100% artesanais, feitos todos os dias. Sem corantes, sem conservantes, sem aditivos. Ficou com água na boca? É caso para isso.

Os famosos “gelados de pauzinho”, que no Brasil se chamam picolé e nos Estados Unidos popsicle, são uma verdadeira tentação. Que o diga Tânia de Sousa, que bastou prová-los em Lisboa para avançar com a ideia de vender picolés junto à praia. “A filha da minha amiga, agora também minha sócia [Laureana Pequicho], foi comprar um picolé e deu-nos a provar e era divinal. Pensámos logo que na Nazaré é que tinha sucesso”, conta a alcobacense, que já abriu três lojas de roupa, duas em Alcobaça e uma em Caldas da Rainha, e agora se estreia num negócio mais saboroso.

Da ideia à concretização foi um mês. “Inicialmente pensámos em fazer venda ambulante dos gelados da marca e pedimos licença nesse sentido para venda no Sítio, na Marginal e na praia”, adianta a empresária. Por questões de prazos, acabou por ser apenas diferida a proposta do areal, o que levou as sócias a pensar ainda mais longe. “Por que não criamos os nossos próprios picolés?”, conta. E se assim for, “por que não ter um local de venda ao público, uma vez que terá de haver um espaço para fabricar os gelados?”. E voilá: Laureana e Tânia criaram a PiCoollé (num trocadilho entre picolé e cool), fizeram várias formações com brasileiros e italianos e prepararam a decoração de um espaço “fresco” para combinar com a carta.

O espaço é pequeno (muito pequeno), mas com o tamanho suficiente para convidar os clientes a entrar. Sobressai a imagem de uma mulher, de biquíni, a comer um gelado, com a particularidade de os cabelos encaracolados serem feitos de plantas artificiais. Não há mesas, nem cadeiras. É o chamado conceito de “pack & go”.

Os gelados variam conforme a sazonalidade da fruta, mas por estes dias não faltará, por exemplo, o picolé de morango e de kiwi. Pode acrescentar coberturas. Mas o que está mesmo a dar que falar é “O Meu PiCoollé”, em que o cliente pode escolher os toppings (um líquido e dois sólidos) que preferir. A lista é extensa: ganaché de limão, chocolate de ferrero, de kinder bueno, morango, maracujá, morango, pepitas… Depois é servido numa caixinha. E antes de lhe dar uma trinca é altura de sacar do telemóvel e tirar uma fotografia direta para o Instagram.

Mas há mais do que gelados: pode pedir bubble tea (uma bebida à base de chá), espetadas de mini-panquecas, sumos naturais servidos em sacos, fruta a copo para levar para a praia, bowl açai ou uma fatia de bolo. O seu estômago agradece e já agora… os seus seguidores também.

PiCoollé

Rua do Elevador, nº 9, Nazaré
Funcionamento: das 13 às 00 horas, todos os dias

 

Sara Vieira
Jornalista
redacao@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A presença de mais partidos no Parlamento é positiva para a democracia portuguesa?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This