Duas vezes por semana, os benjamins do Atlético Clube da Batalha (ACB) têm treinos de ciclismo. A ideia surgiu esta época como forma de possibilitar aos atletas, entre os 5 e os 10 anos, uma formação motora complementar de aquisição de competências desportivas, para lá do atletismo.

Com um grupo de 15 atletas “bastante motivados”, diz o treinador Nuno Silva, os treinos têm decorrido junto à zona desportiva da Batalha e envolvem sobretudo exercícios de destreza.

A formação base do clube continua a ser o atletismo, mas que acaba por ser reforçada com outras técnicas. Por agora o grupo, com cerca de metade dos atletas a cumprir a primeira época no ACB, trabalha sobretudo em duas rodas mas a “oferta formativa” deverá ser alargada, nos próximos meses, à natação ou modalidades com bola, como o basquetebol por exemplo.

E se o projeto tiver sucesso, poderá nascer uma secção de ciclismo ou de triatlo no AC Batalha.

“Atendendo à idade que têm, estes miúdos estão num período sensível de aquisição de competências. Não vamos ser demasiado específicos e limitá-los apenas ao atletismo mas possibilitar a riqueza de experiências motoras, para que no futuro escolham qual a modalidade que mais gostam”, refere o responsável.

Os treinos acontecem às terças e sextas-feiras, entre as 18h30 e as 19h30, mas se o grupo de atletas aumentar, vão ser criados mais horários. “O ideal é trabalhar no máximo com 20 atletas. Se aparecerem mais, teremos que formar dois grupos.Não fechamos portas a ninguém”, realça Nuno Silva, docente de Educação Física.

No inverno, devido a condicionantes meteorológicas, os treinos podem ser adaptados e em espaços cobertos, duas a três vezes por mês.

 

Marina Guerra
Jornalista
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

Joaquim Dâmaso
Fotojornalista
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt