Uma mulher de 65 anos e o filho de 31 foram identificados por detenção de cinco cães de raça potencialmente perigosa em situação irregular, na freguesia de Pataias, no concelho de Alcobaça, divulgou a GNR.

Os animais foram detetados “no logradouro de uma habitação” durante uma ação de patrulhamento em que os militares do Núcleo de Proteção Ambiental de Caldas da Rainha apuraram que “mãe e filho, eram detentores de cinco cães de raça potencialmente perigosa (Dogue Argentino), sem cumprir com a legislação em vigor para a sua detenção”, explicou a GNR em comunicado.

GNR elaborou autos de contraordenação relativos a diversas infrações com o valor total de 7.600 euros

Na ação, realizada na segunda-feira, foram elaborados autos de contraordenação relativos a infrações com o valor total de 7.600 euros.

Em causa está a falta de licença, de registo e identificação para a detenção e circulação de animal de raça potencialmente perigosa para todos os animais com mais de seis meses; a não esterilização dos animais; a falta de seguro de responsabilidade civil para a detenção e circulação de animal de raças potencialmente perigosas; o alojamento dos animais sem que existam todas as condições de segurança; falta de treino de cães de raças potencialmente perigosas e a falta de vacinação antirrábica.

Lusa