Alexandre Apolinário, Inês Rodrigues e João Filipe vão representar Portugal na competição de melhor jogo europeu de 2020

“Chronos” é o nome do jogo vencedor da final portuguesa do concurso Nordic Game Discovery Contest. O projeto foi desenvolvido por três estudantes da licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Politécnico de Leiria, na unidade curricular do 1.º ano de 2D Game Project. Alexandre Apolinário, Inês Rodrigues e João Filipe vão à Suécia em maio de 2020 representar Portugal na final desta competição para apurar o melhor jogo europeu de 2020.

“Em três edições do concurso, onde participam estúdios profissionais e pessoas da indústria de jogos, é um feito notável serem os nossos estudantes a ganhar todas elas”, enaltece Gustavo Reis, coordenador do curso de licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia da ESTG. “Chronos” é um jogo de ação de sobrevivência, para um jogador e com um enigma para resolver, e com mecânicas de desaceleração do tempo.

Recentemente foram também anunciados os finalistas para os Prémios PlayStation 2019, e entre os dez finalistas estão dois jogos desenvolvidos por estudantes da licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia: novamente o jogo “Chronos” e o jogo “Lost Transmission”, criado pelos estudantes Bruna Gonçalves, Diogo Ferreira e Mariana Vicente, do 2.º ano, na unidade curricular de Projeto 3D. “Lost Transmission” é um jogo de exploração espacial, cujo tema reside na investigação de uma lua longínqua recém-descoberta para identificar os seus recursos.

Os Prémios PlayStation, que já vão na sua quinta edição, são uma iniciativa de apoio ao desenvolvimento de videojogos em Portugal, que procura projetos independentes, originais e com qualidade para os tornar realidade. A este desafio podem concorrer pequenos estúdios, estudantes universitários e jovens programadores portugueses, assim como empresas portuguesas.