Assinar Edições Digitais
Mercado

DeBORLA investe 3,5 milhões de euros na mudança da marca para hôma

A primeira das três lojas que a marca vai abrir este ano em Portugal situa-se em Leiria e deverá acontecer no final do primeiro trimestre.

DeBorla passa a denominar-se hôma e a primeira das três lojas que vão abrir este ano em Portugal será em Leiria onde antes funcionava o AKI Foto: Joaquim Dâmaso

A cadeia especializada em artigos para o lar, DeBORLA, anunciou hoje que a marca mudou de denominação para hôma e que o processo de ‘rebranding’ representou um investimento de 3,5 milhões de euros.

“Este ‘rebranding’ tem como grande objetivo ajustar a imagem da marca à sua oferta e posicionamento atuais, de forma a refletir a sua evolução”, refere a hôma em comunicado.

O diretor-geral da hôma, Luís Correia, por seu turno, explicou, em comunicado, que esta mudança e investimento simboliza “o crescimento da marca ao longo destes 20 anos no mercado nacional como uma das empresas líderes de retalho”, tendo 35 lojas em todo o país.

Este ano a hôma perspetiva um volume de negócios total na ordem de 80 milhões de euros.

Luís Correia referiu ainda que a intenção da hôma para este ano é “continuar a reforçar a presença em território nacional”, estando prevista a abertura de mais três lojas, sendo que a primeira ocorrerá em Leiria no final do primeiro trimestre.

O processo para a instalação da loja começou no início deste mês, no que respeita ao município, e o prazo para a realização dos trabalhos é de 30 dias. O edifício, implantado numa área com mais de 4.000m2, os acessos e o parque de estacionamento continuam como na altura do AKI, pelo que o investimento a realizar na adaptação, no que depende de autorização da autarquia, é de apenas 15 mil euros e traduz-se na pintura das paredes exteriores.

A DeBORLA nasceu em 1999, com a abertura da sua primeira loja em Ovar, vocacionada inicialmente para soluções a preços baixos na área do bazar e artigos para o lar.

Em 2013, inicia um profundo processo de reposicionamento mas também ao nível da organização das suas lojas, subdivididas em amplos setores.

A marca, em 2016, aposta numa segunda mudança, com foco com foco na oferta mais diversificada e qualitativa, permitindo uma compra inteligente a um público cada vez mais exigente.

Em 2020 faz, então, um ‘rebranding’ total, incluindo uma mudança de nome. A empresa diz que a nova identidade representa “a ambição da marca para o futuro: transportar ‘happy home living’ para a casa de todos os portugueses. Um nome internacional adaptado a Portugal, em que a marca se afirma como a casa das casas. Uma marca democrática, apaixonada pelo design e especialista em decoração e sorrisos”.

A marca DeBORLA foi redesenhada para se tornar mais alegre e competitiva, segundo refere a hôme no comunicado, em que realça que vai ser recordada através do logótipo, cores, lojas, fardas e comunicação.

As lojas serão redecoradas nas próximas semanas e a nova imagem e posicionamento da marca vão ser comunicados com campanhas ‘outdoor’, rádio, folhetos promocionais e nas redes sociais, onde a hôma pretende “continuar e intensificar uma aproximação com os clientes”, salientou o gestor.

Lusa / CF