Assinar Edições Digitais

Polícia Judiciária detém suspeito por violência doméstica contra ex-companheira

Homem terá constrangido a vítima “a práticas sexuais não consentidas, por mais de uma ocasião”, exercendo maus tratos psíquicos e físicos. Fica proibido de contacto com a vítima.

É o terceiro caso de violência doméstica no concelho de Leiria tornado público pelas autoridades policiais, no espaço de uma semana.

Na terça-feira, dia 28, um indivíduo de 50 anos, serralheiro de profissão, foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria, da Polícia Judiciária, suspeito da prática dos crimes de violência doméstica, violação de domicílio agravado e dois crimes de violação na forma tentada, ocorridos na zona de Leiria.

Em comunicado, a PJ explica que o homem “constrangeu a vítima, sua ex-companheira, a práticas sexuais não consentidas, por mais de uma ocasião, exercendo maus tratos psíquicos e físicos, privando-a da sua liberdade e introduzindo-se na sua habitação durante a noite”.

A detenção do homem aconteceu após “conhecimento dos factos” por parte das autoridades, “tendo sido desenvolvidas diligências investigatórias de imediato” e na sequência da emissão de mandado de detenção fora de flagrante delito.

Presente às autoridades judiciárias competentes, o arguido ficou obrigado a “apresentações semanais e proibição de contacto com a vítima”.

Relativamente aos outros dois casos de violência doméstica divulgados, num dos casos contra a própria mãe e noutro contra a namorada, os dois suspeitos aguardam julgamento em prisão preventiva.