Representante de Leiria, Cátia Rascão ganhou mais uma vez o primeiro lugar no Concurso Internacional de Jovens Criadores de Moda Foto: Namorar Portugal

A distinção não foi a primeira no âmbito da moda, ainda assim Cátia Rascão, 35 anos, confessa que ainda tem “muito a digerir”.

Já premiada anteriormente no Concurso Internacional de Jovens Criadores de Moda, uma iniciativa em parceria com a marca Namorar Portugal, a designer de moda, nascida em Coimbra mas que se autodefine leiriense, foi a vencedora da 18ª edição da competição, que decorreu durante uma gala de Dia dos Namorados, na sexta-feira, dia 14, em Vila Verde, distrito de Braga.

“É muito bom sentir o trabalho e o esforço reconhecido”, partilha a jovem ao REGIÃO DE LEIRIA, após ter conquistado o primeiro lugar do concurso com o coordenado “Ao teu lado”, inspirado num clássico dos anos 1950. “É composto por uma blusa bordada com bainha aberta e uma saia midi em ponto cruz, acompanhado por acessórios como uma sapatilha e uma bolsa de cintura, também bordadas a ponto cruz, em tons de vermelho e branco”, descreve o trabalho vencedor.

Tal como nos anos de 2010 e 2017, quando foi distinguida em 1º e 3º lugar, respetivamente, a designer de moda seguiu o regulamento para se inspirar no motivo dos namorados. Desta vez, além do lugar mais alto do pódio, o prémio rendeu-lhe um cheque de mil euros. O segundo lugar foi para a Escola Secundária de Vila Verde e o terceiro para Paula Neves, do Atelier Horas a Fio, com sede em Vila Nova de Gaia.

Coordenado bordado em ponto cruz foi o escolhido pelo júri do concurso Foto: Namorar Portugal

O prémio da leiriense vem em boa hora. Cátia Rascão acaba de oficializar o trabalho que vem desenvolvendo desde 2006, quando iniciou o curso de Design de Moda, na Escola Tecnológica, Artística e Profissional (ETAP), de Pombal. Há cerca de duas semanas abriu, em Leiria, o ateliê, onde trabalha por encomendas, feitas através do site. A partir de uma primeira conversa, a artesã borda peças específicas, de acordo com o gosto do cliente.

“Estou mais focada em fazer peças contemporâneas, aliando o tradicional ao moderno, tudo inspirado nos Lenços de Namorados, que são muito coloridos”, refere, mencionando a tradição de artesanato típica do Minho, na qual as senhoras, já com idade para namorar, usavam a peça como ritual de conquista.

Para já, a ideia é dar continuidade à nova empresa, enquanto participa em outros concursos. “É uma maneira de por a minha criatividade em prática e de mostrar o meu trabalho também”, diz.

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt