Pouco mais de um ano depois de abrir portas, o visto, que deu nome e vida a um espaço à beira rio, conquistou a clientela com uma cozinha de técnicas  e ao mesmo tempo aconchegante

O restaurante, que abriu as portas no fim de 2018,  encontrou o seu nicho de mercado no centro de Leiria Foto: Visitfoods

Quando abriu as portas do Vista, ainda ao lado do sócio José Oliveira (também Olive) em novembro de 2018, João Caseiro não fazia ideia do que estava para vir. Depois de passar por cozinhas como o tradicional Tromba Rija e o gourmet Luna, o cozinheiro somava experiências – esteve sete anos em diferentes secções gastronómicas do hotel Marriot, em Óbidos – , mas nunca no comando da gestão de um espaço. Para a realização do chef de 32 anos, o conceito de comfort food combinado com influências internacionais encontrou o seu nicho de mercado no centro de Leiria e desde então tem acumulado uma clientela que chega ávida pelos sabores servidos com o rio Lis no horizonte.

“Para mim é uma grande surpresa a aceitação do público”, comemora com cansaço nítido, após um período de ajustes na casa. Dedicado, garante que o saldo tem sido “superpositivo, apesar de todas as condicionantes”. Para já, é ele quem responde, agora sozinho, pela administração e pelo conceito de cozinha do Vista.

A pavlova de frutos vermelhos tem presença garantida na nova ementa Foto: Visitfoods

É João Caseiro quem responde pela administração e pelo conceito de cozinha do Vista Foto: JG

Os clientes podem até não ter notado grandes diferenças – leia-se algumas remodelações feitas no espaço –, mas a promessa é que, em breve, as alterações saltem aos olhos. A primeira grande troca de ementa tem data marcada para março, junto com a primavera, e João pretende afirmar, ainda mais, a sua identidade nas panelas. O que isso significa? Uma mudança “profunda” na carta e o explorar dos sabores regionais que antes pouco apareciam. “Vamos começar a trabalhar mais com produtores locais, mas sempre com influência das cozinhas francesa e italiana”, explica o cozinheiro e empresário. A vontade é de alterar o “máximo possível” a única lista que tiveram até então.

Mas nem tudo são novidades. O confit de pato, servido com risoto de cogumelos, e os maturados entrecôte de novilho e naco de alcatra são pratos com presença garantida na próxima temporada, tal como a pavlova de frutos vermelhos e o crumble de maçã, na rubrica doce. Receitas queridas do público e que “saem sempre”, apesar do chef evitar o termo bem-sucedido. “Sucesso é chegar ao fim do dia com o cliente satisfeito”, responde, num tom humilde.

Contra a maré dos negócios que fecham nos primeiros meses de funcionamento, João não entende que tenha sido penoso fidelizar o cliente que habitualmente enche a sala, ao almoço, para provar os menus distintos em cada dia. “Não é difícil quando transmitimos aquilo que somos no prato”, afirma.

Vista

936 954 145
Rua Tenente Valadim, n° 5, Leiria
Funcionamento: De segunda a sábado, das 12h às 14h30 e das 19h às 22h30. Encerra aos domingos e às segundas ao jantar
Preço médio: 20 euros
Menu diário: 10 euros (a partir de março)

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt