Assinar Edições Digitais
Covid-19

Câmara de Leiria cancela todos os eventos municipais durante três semanas

O Município vai ainda solicitar à Rodoviária o reforço de medidas de higiene nas viaturas de transporte de passageiros.

O Município de Leiria anunciou esta quinta-feira o cancelamento de todos os eventos públicos municipais agendados até 3 de abril. A autarquia justifica a decisão na sequência da recomendação do reforço de medidas de contenção da Direção-Geral da Saúde, abrangendo eventos culturais, desportivos, sociais.

Além do cancelamento da Feira de Velharias, que iria decorrer este sábado no centro da cidade,  foram adiados os dois concertos da Orquestra de Jazz de Leiria e Miguel Araújo, agendados para dias 13 e 14 de março, no Teatro José Lúcio da Silva.

Segundo apurámos junto da autarquia, a realização dos mercados e feiras mantém-se.

Os teatros municipais continuam em funcionamento, esclarece a autarquia, sendo contudo  suspensas as atividades de programação própria.

Feira de velharias, que se realiza ao segundo sábado de cada mês, foi cancelada Foto: FR

Serão ainda suspensos, a partir de segunda-feira, os programas que o Município organiza e que envolvem diversos públicos, entre os quais crianças e idosos, tais como o Apoio ao idoso, Cantar Tradições, Classes Mobilidade, Conta-me Histórias, Dá a mão à proteção, Histórias de Fio a Pavio, Hora do Conto, Leiriabike, Leirinadar, Novas Primaveras, Sempre Consigo e Viver Ativo, tendo sido ainda canceladas as visitas guiadas e pedagógicas aos espaços culturais.

“Os espaços municipais continuarão em funcionamento, com redução de atividade e reforço das medidas de limpeza/higiene e controlo de entradas”, adianta o Município, referindo que vai solicitar ao operador de transporte público no concelho “o reforço de medidas de higiene nas viaturas de transporte de passageiros”.

 “Estamos empenhados em contribuir, dentro das nossas possibilidades e competências, para  a redução do risco de contágio”, sublinha o presidente da Câmara de Leiria na mesma nota, realçando que a salvaguarda da saúde pública tem “prioridade absoluta sobre todas as outras áreas”.

Reconhecendo tratar-se de “uma decisão que tem elevados custos para o Município, e também causa transtorno aos munícipes”, Gonçalo Lopes apela “à compreensão de todos”.

“Se nos unirmos, podemos travar este surto que ameaça sobretudo as franjas mais fragilizadas da nossa população”, destacou ainda, acrescentando que o Município de Leiria “está a acompanhar de perto, em articulação com as autoridades de Saúde, o evoluir da situação e tomará novas medidas sempre que tal se justificar”.

Gonçalo Lopes afirmou igualmente que “o Município de Leiria acionou e está a trabalhar em permanência no seu Plano de Contingência, de modo a garantir que o serviço público prestado pelo Município estará sempre salvaguardado, em especial no que diz respeito aos serviços essenciais”, reforçando o apelo para seguir as recomendações da DGS.