Atlético Marinhense, União de Leiria, Caldas SC e CD Fátima, todos clubes do Campeonato de Portugal, em futebol, terminaram a época. Os campeonatos seniores não profissionais de futebol e futsal da época 2019/2020 foram hoje cancelados pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), devido à pandemia de covid-19.

“A FPF entende que continuam a não estar reunidas as condições de saúde pública para que clubes com estruturas amadoras, como é próprio das provas em que participam, possam treinar e competir em segurança”, lê-se no comunicado do organismo, que anunciou “dar por concluídas, sem vencedores, todas as suas competições seniores que se encontram nesta data suspensas, não sendo atribuídos títulos nem aplicado o regime de subidas e descidas”.

Este cancelamento ocorre depois de os campeonatos de futebol e futsal dos escalões de formação terem tido o mesmo desfecho, numa decisão tomada em 27 de março último.

A FPF recorda que “vigora em Portugal o estado de emergência, pelo menos, até ao dia 17 de abril, sendo possível a sua prorrogação” e que “estas circunstâncias impedem o normal decurso das competições, sendo imprevisível antever quando e se tais condições de saúde pública estarão reunidas ainda durante esta época desportiva”.

“A FPF analisará e comunicará com a maior brevidade possível de que forma serão indicados os dois clubes que acedem à II Liga de futebol, bem como os representantes de Portugal na Liga dos Campeões de futebol feminino e de futsal masculino. A FPF continuará a estudar com as associações distritais e regionais os moldes em que decorrerão as competições nacionais não profissionais na época 2020/21”, remata o comunicado.

Competições distritais em análise

A nível distrital, e com impacto nas competições nacionais, depois de ter sido acusada de não ouvir os clubes, no que respeita aos escalões mais novos, agora, a Associação de Futebol de Leiria está a solicitar aos clubes o envio de “proposta de resolução das provas seniores ainda por terminar (Campeonato da Divisão de Honra e 1ª Divisão Distrital Masculinos e Femininos de Futebol e Futsal)”, até 13 de abril.

Numa carta dirigida, esta semana, aos clubes, a que o REGIÃO DE LEIRIA teve acesso, a Associação de Futebol de Leiria lembra que os campeonatos estão suspensos, os seguros desportivos e os contratos profissionais (caso existam) terminam a 30 de junho e o contexto é “muito difícil, inédito e complexo”.

“Estamos numa autêntica guerra pela vida, ainda sem fim à vista”Manuel Nunes, presidente da AFLeiria

Para isso, pode ler-se no documento, a AFLeiria apela que a proposta enviada “seja clara, precisa e concreta”, “tenha presente a realidade que estamos a passar, a coerência que deve nortear as nossas decisões, e o espírito coletivo que deve emergir, na defesa da vida”.

Independentemente das soluções apresentadas, lembra o presidente Manuel Nunes, “a decisão final será sempre da direção da AF Leiria”, em articulação e em coerência com a Federação Portuguesa de Futebol”.

“Despeço-me desejando-lhe o melhor ânimo, coragem e confiança para enfrentar este grave problema que todos nós estamos a passar, ter capacidade de regenerar o Clube que dirige e encontrar as melhores soluções, para em articulação com a AF Leiria fazer o nosso Futebol/Futsal melhor”, conclui o responsável na carta que enviou para os clubes do distrito de Leiria.