Nas últimas 24 horas, registou-se na região (distrito de Leiria e concelho de Ourém) mais um caso positivo de infeção pelo novo coronavírus, duas recuperações e um novo óbito.

Peniche, que estava sem casos ativos e com nove recuperações e uma morte desde o início da pandemia, deu conta de um novo caso positivo.

Há, ao dia de hoje, 30 de maio, 385 casos sinalizados pelas autoridades de saúde da região.

Apenas mais um concelho da região assinala alterações nos dados face ao dia de ontem. Leiria, onde há o maior número de casos confirmados (89) desde 1 de janeiro, tem mais dois doentes recuperados (71) e verifica o primeiro óbito por covid-19.

Com esta morte, o total de óbitos na região sobe para 28. Desde 15 de maio que não se registavam alterações no número de óbitos por covid-19 na região.

Já o total de doentes recuperados é de 288.

Fonte: Comissão Distrital da Proteção Civil de Leiria, Comunidade Intermunicipal do Oeste e municípios

Balanço nacional

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde, Portugal regista hoje 1.396 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 32.203 infetados, mais 257.

Em comparação com os dados de sexta-feira, em que se registavam 1.383 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de quase 1% (0.9%).

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (32.203), os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) revelam que há mais 257 casos do que na sexta-feira, o que representa um aumento de 0,8% em relação ao dia anterior.

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de mortos (773), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (354), do Centro (238), do Algarve e dos Açores (ambos com 15) e do Alentejo, que regista um óbito, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de sexta-feira, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 708 vítimas mortais são mulheres e 688 são homens.

Das mortes registadas, 936 tinham mais de 80 anos, 273 tinham entre os 70 e os 79 anos, 125 tinham entre os 60 e 69 anos, 45 entre 50 e 59, 15 entre os 40 e os 49. Um dos doentes que morreu tinha entre os 30 e os 39 anos e outro entre 20 e 29 anos.

A caracterização clínica dos casos confirmados indica que 514 doentes estão internados em hospitais, menos 15 do que na sexta-feira (-2,8%), e 63 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos três do que no dia anterior.

A recuperar em casa estão 11.104 pessoas.