A entrega do equipamento decorreu na sede do Agrupamento Foto: AEM

O Grupo Lusiaves ofereceu, no início deste mês, 10 computadores portáteis ao Agrupamento de Escolas de Marrazes (AEM), em Leiria, para apoiar os alunos que estão a frequentar o ensino à distância.

A oferta tem como objetivo “garantir o acesso dos alunos, que se encontram em situações de vulnerabilidade social, ao ensino à distância, que se impôs nesta época de pandemia por todo o país”.

O Agrupamento, num comunicado conjunto com a empresa, explica que as famílias receberam também “routers” para garantir o acesso à internet. Este apoio foi fornecido pela Câmara de Leiria.

Para Jorge Brites, diretor do AEM, cerca de 150 dos dois mil alunos do Agrupamento “encontram-se em situação de vulnerabilidade social e educativa, não tendo acesso informático aos conteúdos escolares”.

O equipamento informático oferecido pelo Grupo Lusiaves vai suprir as necessidades de 10 crianças, mas ficam ainda 35 a necessitar de apoio, refere a direção do Agrupamento.

O Agrupamento apela, assim, “à colaboração das empresas” para que os alunos possam seguir e dar resposta às atividades e materiais de estudo disponibilizados na página da escola, bem como assistir às aulas por videoconferência.

“Os computadores irão dar resposta a esta necessidade e, logo que já não sejam necessário a estes alunos, serão colocados à disposição de outros”, lê-se no comunicado.

Paulo Gaspar, diretor de marketing no Grupo Lusiaves, acrescenta que “esta ação enquadra-se nos valores de responsabilidade social do grupo que procura contribuir, sempre que possível, para a educação dos profissionais de amanhã.

A entrega do material informático realizou-se na biblioteca da Escola Básica nº 2 de Marrazes, sede do AEM, e contou com a presença de Jorge Brites, Inácio Castro, presidente do Conselho Geral do Agrupamento, e Ivana Santos, presidente da Associação de Pais das Escolas de Marrazes (APEM).