O município de Leiria criou um grupo de trabalho para a elaboração da Estratégia Municipal da Saúde, no âmbito da transferência de competências para as autarquias.

Os trabalhos iniciaram na semana passada, com a realização de dois encontros que contaram com a colaboração do Politécnico de Leiria (IPLeiria) e de Micael Sousa, investigador da Universidade de Coimbra.

Para Ana Esperança, vereadora responsável pela saúde, este é um “projeto de parceria” que pretende “fazer o diagnóstico do concelho e definir para onde se quer ir”.

“Não quero um documento bonito, com uma capa atrativa, mas que ninguém lê. Quero um documento vivido, trabalhado e que seja posto em prática”, acrescenta, citada num comunicado.

A vereadora defende ainda que é “muito importante” que o município não aceite competências sem saber “conscientemente” o que está a aceitar.

O resultado dos encontros será agora analisado pelo grupo de trabalho, composto pelo município de Leiria, pelo IPLeiria, representado pelo docente João Paulo Marques, e pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral, através do médico de saúde pública Rui Passadouro.

A Câmara de Leiria adianta que está previsto o documento ficar concluído no início de 2021.