Assinar Edições Digitais
Mercado

Contribuintes do distrito ficam com 8.500 euros após pagar IRS

Contribuintes da Marinha Grande e Leiria são os que obtêm os maiores rendimentos anuais, 10.412 e 9.918 euros, respetivamente

mulher a colocar dinheiro num mealheiro

O rendimento bruto deduzido o IRS declarado pelos contribuintes do distrito de Leiria é de 8.509 euros anuais, o que corresponde a 608 euros por mês, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A informação, revelada na semana passada e respeitante a 2018, significa que “os sujeitos passivos” da região, que apresentaram declaração de impostos às Finanças, receberam menos 558 euros por ano do que a mediana do país, já “deduzido o IRS liquidado”, como explica o INE.

Em termos medianos [o INE explica que, neste caso, usa a mediana em vez da média por entender que traduz melhor a realidade], os contribuintes da Marinha Grande e Leiria são os que obtêm os maiores rendimentos anuais, 10.412 e 9.918 euros, respetivamente; encontrando-se os da Batalha na terceira posição, com 9.081 euros.

Os trabalhadores dos cinco municípios do norte do distrito apresentam os rendimentos mais baixos em 2018, entre 7.507 euros (Castanheira de Pera) e 8.120 euros (Ansião). O concelho de Ourém, com 8.729 euros, encontra-se acima da mediana regional.

Entre os concelhos que mais cresceram em termos absolutos, de 2017 para 2018, merecem destaque Óbidos (+535 euros), Castanheira de Pera (+478) e Leiria (+438 euros). O aumento mediano do distrito foi de 394 euros, mais 14 euros do que o país. Já os contribuintes da Batalha foram os que viram aumentar menos o seu rendimento disponível, à frente dos seus congéneres que vivem na Marinha Grande e Peniche.

Em termos percentuais, os maiores crescimentos registam-se em Castanheira de Pera (6,8%), Óbidos e Pedrógão Grande (5,9%), enquanto os menores verificam-se na Marinha Grande (3,2%), Batalha e Peniche (4,5%). A mediana do distrito é de 4,85%, ligeiramente acima do resultado nacional (4,4%).

Se dividirmos os rendimentos anuais por 14 meses, nota-se que os contribuintes da Marinha Grande dispõem de 744 euros por mês, seguindo-se os de Leiria (708) e os da Batalha (649 euros). No campo oposto estão os concelhos do norte do distrito, todos abaixo de 580 euros mensais. A mediana do distrito é de 608 euros, menos 40 euros por mês do que o resultado nacional.

Um quinto dos municípios do país registou valores superiores à referência nacional durante 2018, fixada em 9.067 euros, destacando-se Oeiras com o valor mais elevado do país (13.527 euros).