Igreja da Bajouca vai estar fechada até segunda-feira. Foto: Diocese de Leiria-Fátima

Até à próxima segunda-feira, as igrejas de Bajouca e Carnide vão estar encerradas e as paróquias sem qualquer celebração, depois de o pároco João Pereira Feliciano ter tomado conhecimento de que estava infetado com Covid-19.

O anúncio foi feito este sábado, na página online da Diocese de Leiria-Fátima. Dá conta de que o padre “contraiu a Covid-19, depois de ter participado num encontro para sacerdotes promovido pela Opus Dei, no concelho de Vila Nova de Gaia, nos finais do mês de julho”. Pelo menos outros seis sacerdotes de várias dioceses foram igualmente infetados.

A autoridade de saúde determinou o confinamento do sacerdote durante quatro semanas e o fecho das igrejas paroquiais da Bajouca e de Carnide, até à próxima segunda-feira, inclusive.

A partir do fim de semana de 22 e 23 de agosto, a Diocese conta “poder assegurar a celebração da missa dominical e outros serviços pastorais essenciais com a colaboração de outros sacerdotes”.

O padre João Feliciano está sem sintomas da doença e disponível para, através do telefone, atender os paroquianos.

Na mesma nota publicada pela Diocese, o bispo de Leiria-Fátima “lamenta o sucedido e os incómodos que daí advêm, deseja as melhoras ao sacerdote e que mais ninguém seja contagiado”. Recomenda ainda “o máximo cuidado no cumprimento responsável das recomendações das autoridades de saúde, a fim de evitar o alastrar da pandemia, por amor aos outros e a si próprio”.