Fátima acolhe a partir desta quarta-feira e até amanhã, 13 de agosto, a peregrinação do migrante e refugiado. Conhecida pela simbólica entrega de trigo, é uma das celebrações que mais fieis atrai ao longo do ano.

O Santuário aguarda a vinda de vários grupos de peregrinos estrangeiros, nomeadamente de Itália, Alemanha e Polónia. Outros, no entanto, cancelaram a sua vinda a Fátima. Foi o caso de Costa do Marfim, Sri Lanka e Espanha. “É muito difícil para os peregrinos estrangeiros, nomeadamente de países distantes, viajarem para fora do seu país com os constrangimentos que há às suas saídas”, diz ao REGIÃO DE LEIRIA a diretora do Gabinete de Comunicação do Santuário de Fátima, Carmo Rodeia.

D. José Traquina, bispo de Santarém e presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, preside às celebrações que têm dois pontos altos: o rosário seguido de procissão de velas, hoje, a partir das 21h30; e a procissão do Adeus no final da eucaristia internacional, às 10 horas, amanhã, dia 13.

Apesar de alguns grupos terem cancelado a sua presença, as medidas de segurança “mantêm-se desde o momento do desconfinamento. Há entradas e saídas assinaladas, avisos sonoros para a manutenção das regras de higiene em todos os espaços do Santuário, distanciamento social e higienização permanente das mãos”, reforça Carmo Rodeia.

O movimento na Cova da Iria tem sido “bastante mais significativo do que nos meses anteriores. Não estamos com a enchente de outros anos, mas é preciso desdramatizar um bocadinho isso pois, hoje em dia, as pessoas vêm a Fátima consoante a sua disponibilidade.”, destaca. “Antigamente a peregrinação de agosto era a peregrinação, por excelência, dos emigrantes portugueses, muitos não vêm, este ano, a Portugal por causa da Covid e os que vêm não têm necessariamente de o fazer no dia 12 e 13”. 

Os que quiserem visitar a Cova da Iria podem esperar meteorologia incerta. Para esta quarta-feira há previsão de aguaceiros dispersos e uma temperatura máxima de 26 graus. No dia seguinte o céu estará limpo e a temperatura manter-se-á idêntica.