A edição deste ano do Festival Marionetas na Cidade surge com algumas alterações e novidades, nomeadamente a aposta numa programação composta, exclusivamente, por 10 companhias nacionais, de forma a “ajudar os artistas que estão a residir em Portugal”, explica José Gil, diretor da S.A. Marionetas – Teatro e Bonecos, que organiza o festival.

Entre 2 e 4 de outubro, em Alcobaça, há duas exposições e 26 espetáculos, incluindo a estreia nacional de “Fios Mágicos”, de Rui Sousa.

“Marionetas de Fios”, de Carlos Reis, e “Manipulações Ilustradas|2003-2020”, de Rui Sousa, estão patentes durante um mês, entre 2 de outubro e 2 de novembro, no Museu do Vinho, com inauguração na próxima sexta-feira, pelas 18 horas.

Os espetáculos deste fim de semana são da responsabilidade das companhias Trupe Fandanga, Boca de Cão, teatro de rua e formas animadas, Teatro e Marionetas de Mandrágora, A Bolha, Teatro em Caixa, Historioscopio – Teatro de Marionetas, Mãozorra – Teatro de Marionetas, Fábio Superbi, Rui Sousa, além da anfitriã S.A. Marionetas – Teatro e Bonecos.

Devido às restrições causadas pela Covid-19, o festival acontece ao ar livre, e a duração das peças e os lugares para o público foram reduzidos. “Não temos nenhuma produção com ‘500 mil’ pessoas, como tínhamos antes. São espetáculos pequenos, de curta duração e com pouco público”, refere José Gil.

Destaque para a produção mais pequena, “Onirótoptero”, da Trupe Fandanga, que tem lotação para uma única pessoa e dur 7 minutos. A peça pode ser vista no sábado e no domingo, dias 3 e 4 de outubro, em sessões entre as 15 e as 17h40, no Arco de Cister.

As peças com maior lotação permitem a presença de 28 pessoas.

Como forma de cumprir as medidas impostas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o festival encontra-se dividido em cinco recintos, onde decorrem os espetáculos: dois na Praça da República, um na Praça Dom Afonso Henriques, no Arco de Cister e na praça João de Deus, junto ao parque de estacionamento do mercado municipal.

Outra alteração no programa, é a exclusão da animação de rua deambulante, característica do Festival Marionetas na Cidade.

José Gil refere ainda que não faltará o “Teatro Dom Roberto”, como é habitual, mas “em vez de decorrer dentro do mercado municipal, terá lugar no exterior, junto ao parque de estacionamento”.

Todos os espetáculos são de entrada gratuita, mediante reserva prévia através de sam@samarionetas.com.

A programação completa pode ser consultada aqui.