Os batalhenses a partir dos 60 anos de idade vão contar com comparticipação municipal na aquisição da vacina da gripe, anunciou hoje o município.

O município da Batalha “vai comparticipar a toma da vacina da gripe, nas farmácias, para os munícipes a partir dos 60 anos, em colaboração com o Serviço Nacional de Saúde e aliviando a pressão do Centro de Saúde da Batalha”, anunciou ao início da tarde de hoje.

A medida pretende “estimular a opção da vacinação e descongestionar os centros de saúde”, refere a autarquia em comunicado.

A comparticipação arranca dia 19 de outubro e abrange “o custo da administração da vacina nas farmácias a todos as pessoas com mais de 60 anos”, numa medida que “conta com a colaboração das farmácias sedeadas no município da Batalha”.

O município salienta, no entanto, que esta decisão enquadra-se nas novas competências na área da saúde e será previamente submetida à apreciação dos membros do Conselho Municipal de Saúde, dia 8 de outubro. O parecer é “necessário para firmar o protocolo que envolverá as farmácias locais, a USF Condestável e o Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral (ACeS Pinhal Litoral)”.

“Estamos a atenuar a pressão dos centros de saúde para as farmácias, que neste momento já é elevada, e simultaneamente, criamos as condições para que mais pessoas tenham acesso à vacina da gripe, como recomenda da DGS”, refere Paulo Batista Santos, presidente da Câmara da Batalha.