Atração fica a 320 metros de altitude e, em dias claros, é possível ver o mar deste ponto

A cerca de 320 metros de altitude, perto da Torre, freguesia de Reguengo do Fetal, concelho da Batalha, nasceu um baloiço de dois lugares, camarote privilegiado para observar o pôr do sol.

Em dias claros, o mar é um bónus que se acrescenta à vista oferecida pelo local, garante Joaquim Menezes, responsável pela sua instalação.

Bombeiro e funcionário do Município da Batalha, Joaquim Menezes decidiu que a Torre ficaria ainda mais interessante de visitar com um baloiço.

Há pouco mais de um mês colocou mãos à obra e, com a ajuda de amigos, concluiu a tarefa em cerca de duas semanas. “No domingo [último do mês de agosto] foi um corrupio para lá”, revela Joaquim Menezes que mora uns bons metros mais abaixo e que, de sua casa, consegue ver o baloiço e assim tomar o pulso à sua popularidade.

A ideia surgiu-lhe há uns meses, por causa da notícia de um baloiço instalado em Vila Verde. E pensou: “temos os trilhos da Barrosinha e vamos fazer um baloiço para dar uma imagem diferente da nossa terra, a Torre da Magueixa”. E foi assim que “surgiu o baloiço da Barrosinha, com a ajuda de colegas”, explica ao REGIÃO DE LEIRIA Joaquim Menezes.

De automóvel, para chegar ao local é necessário rumar à Torre, Reguengo do Fetal, seguir pela estrada de Fátima e, logo depois do túnel por debaixo do IC9, tomar a estrada à direita. O acesso é difícil, pelo que será preferível fazer este último troço a pé.

Um par de centenas de metros depois, lá surge o baloiço que permite uma vista única sobre a região. “Na altura do pôr do sol a vista é ainda mais deslumbrante”, recomenda Joaquim Menezes.

Caso opte por largar o automóvel, se percorrer a pé ou de bicicleta os percursos da Barrosinha, o mais certo é acabar por se cruzar com o baloiço que irá funcionar como ponto de descanso e de usufruto da paisagem.

(Notícia publicada na edição de 3 de setembro do REGIÃO DE LEIRIA)