O projeto U-Bike valeu ao Politécnico de Leiria (IPLeiria) o Prémio Nacional da Mobilidade em Bicicleta na categoria de Instituições de Ensino. Já o Município de Óbidos foi distinguido pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) na categoria de Autarquias e Freguesias.

Para Rui Pedrosa, presidente do IPLeiria, a distinção “é o resultado do trabalho e mobilização de muitos colaboradores e do compromisso da nossa comunidade académica com os valores da sustentabilidade e os modos de mobilidade suave”.

“Espero que este prémio estimule ainda mais a mobilização dos municípios para a melhoria das condições cicláveis nas cidades e promova o aparecimento de sistemas de bike sharing municipais e ou intermunicipais”, destaca Rui Pedrosa, citado numa nota de imprensa.

Os prémios foram entregues na quinta-feira, em Telheiras, no âmbito das comemorações da Semana Europeia da Mobilidade Foto: FPCUB

No projeto U-Bike as bicicletas elétricas são cedidas aos utilizadores por períodos até seis meses, com o objetivo de serem uma alternativa à utilização dos automóveis nos, e entre, campi do Politécnico de Leiria. Até à data, já aderiram ao projeto 527 utilizadores, que percorreram cerca de 185 mil quilómetros, pouparam 10,42 tep (energia) e reduziram em 31.636 Kg as emissões de CO2.

Já o Município de Óbidos foi premiado pela colocação de sinalética de sensibilização aos automobilistas, para salvaguardarem a distância mínima de 1,5m ao ultrapassarem ciclistas, garantindo a segurança destes.

A iniciativa, implementada este verão no âmbito do programa nacional “Município Amigo do Ciclista”, estende-se a uma dezena de locais mais utilizadas por quem anda de bicicleta, nomeadamente EN8, EN114 e algumas estradas municipais.

Além de Óbidos, os municípios de Castro Marim e Figueira da Foz e a Junta de Freguesia de Arroios, em Lisboa, foram também distinguidos na categoria Autarquias e Freguesias.  

Eliseu Almeida e Kumpania Algazarra venceram a categoria Ativismo e Intervenção Social, enquanto Mário Meireles e Gonçalo Peres foram galardoados na categoria Cidadania.

As associações e clubes Os Chaparros – BTT Team Associação Santiago do Cacém, Juvemar AFC – Associação Juventude de Marinhais e o Núcleo Cicloturista Clube Desportivo do Beato também ganharam na sua categoria.

Já na categoria Entidades Públicas, venceu a Região de Turismo do Algarve.

A FPCUB destaca em comunicado que se tem verificado, em Portugal, “uma grande procura de bicicletas, superior à oferta, e algumas lojas esgotaram o seu ‘stock’, não tendo ainda atingido a normalidade ao dia de hoje”.

“Em simultâneo, várias cidades começaram a investir em ciclovias temporárias e espaços pedonais, de forma a proteger e garantir mais espaço para circulação, em segurança, dos utentes mais vulneráveis do espaço público. Estas iniciativas devem ser apoiadas e encorajadas, esperando que as iniciativas temporárias possam ser avaliadas e monitorizadas ao longo do tempo, com vista à melhoria contínua e, desejavelmente, se promova a redução do excessivo espaço dedicado ao transporte individual motorizado”, acrescenta a federação.