A imaginação não tem limites e é a ela que muitos docentes de Educação Física (EF) estão a recorrer para preparar o regresso das aulas presenciais, após o corte radical que a disciplina sofreu no último ano letivo quando o ensino passou a ser realizado a partir de casa.

Artigo exclusivo para os nossos assinantes

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar