Cateto é o nome do projeto de João Garcia (compositor e vocalista) totalmente cantado em português, acompanhado por João Repolho, João Almeida e Beatriz Sobreira. A banda de Leiria volta este domingo aos concertos ao vivo com “mais vontade do que nunca” e muita boa disposição, garante João Garcia.

O concerto acontece no próximo dia 11, pelas 22 horas, na Casa da Música, no Porto, onde o grupo tocará os quatro singles que compõem o novo EP “Standard”, ainda sem data de lançamento anunciada.

Aos temas “Gente” e “Solum”, juntam-se “Ídolos” e “Miúdos”: dois singles com previsão de estreia para os próximos meses.

“Gente”, lançado a 31 de agosto, surge do período de estudo de João Garcia em Lisboa, procurando o significado do que “somos enquanto indivíduos no meio de tanta gente”.

“Solum” – cuja versão de estúdio estreia hoje, dia 10 – aborda o isolamento que o compositor realizou, não devido à pandemia, mas num momento difícil, em que “estava triste e não [me] apetecia ver ninguém”, explica.

Além destes novos trabalhos – “ainda mais direcionados para o indie rock clássico do que o de curta duração anterior” – João Garcia adianta ao REGIÃO DE LEIRIA que irá “tocar músicas antigas”, mas “de uma maneira nova, com tecnologia que nunca usámos antes”.

Desde a estreia em 2017, Cateto tem tido uma recetividade muito positiva. O projeto aposta em letras em português com o objetivo de mostrar que “em Portugal também se fazem coisas boas”, refere o vocalista.

Quanto às expectativas para o concerto de domingo, a aposta é dar a “ouvir algo novo” no Porto de ajudar a apreciar o poder de “escape” da música.

Os bilhetes custam 5 euros e podem ser adquiridos online ou na bilheteira da Casa da Música.