Há 18 casos de Covid-19 entre reclusos e guardas prisionais do Estabelecimento Prisional de Leiria – Jovens (ex-Prisão-Escola).

Sem avançar datas, a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) confirma ao REGIÃO DE LEIRIA a deteção inicial de sete casos positivos em guardas prisionais e um caso num recluso. Este diagnóstico levou, em articulação com os serviços de Saúde Pública, a testar os restantes 177 reclusos e 133 trabalhadores da cadeia.

Dos resultados já apurados, registaram-se mais dez infeções em reclusos, “todos do mesmo pavilhão”, não havendo até ao momento novos casos entre trabalhadores, refere a DGRSP.

Ainda que assintomáticos, os reclusos foram encaminhados, de acordo com o protocolo interno, “para os serviços de saúde do Estabelecimento Prisional do Porto, que está especificamente preparado para receber e acompanhar casos Covid-19”.

Os restantes reclusos encontram-se em isolamento profilático nas suas celas, todas elas individuais. As atividades e as visitas foram entretanto temporariamente suspensas, medidas que a DGRSP justifica ter tomado “por precaução e seguindo as orientações das autoridades de saúde”.

Quanto às duas outras cadeias do distrito – Estabelecimento Prisional Leiria (ex-Regional) e Estabelecimento Prisional das Caldas da Rainha -, não há, até à data, registo de qualquer caso positivo, informa a DGRSP.