O topo do Teatro Stephens vai receber uma escultura Foto de arquivo

O festival de arte urbana Sopro decorre na Marinha Grande, no distrito de Leiria, de 25 de outubro a 13 de novembro, numa iniciativa inspirada na tradição vidreira do concelho, anunciou na sexta-feira, 9 de outubro, o município.

O evento “é apenas o início de um trabalho a longo prazo” na área da arte urbana e da cultura, explica a presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande.

Citada em comunicado do município, Cidália Ferreira considera que a “arte urbana é uma expressão artística poderosa e impactante” que a autarquia pretende “estimular na Marinha Grande” através do festival Sopro, que surge com curadoria da associação Riscas Vadias.

O programa contempla três intervenções artísticas a cargo dos artistas Ricardo Romero e Robot: uma escultura será instalada no topo do Teatro Stephens e duas pinturas vão ser feitas em fachadas do concelho.

Está ainda anunciada uma intervenção em homenagem ao escultor Joaquim Correia (1920-2013), a propósito do centenário do nascimento do artista da Marinha Grande.

De acordo com a nota divulgada, a intenção é conseguir “a afirmação da Marinha Grande como ‘galeria de arte’ num novo cenário de turismo artístico e cultural de âmbito nacional e internacional”, e obter o “reconhecimento como ponto de visita obrigatório no ‘tour’ de arte pública urbana”.

A par disso, o novo festival pretende ajudar à afirmação da identidade local “através da representação e homenagem ao património histórico (edificado e natural), ao património imaterial e à arte do vidro soprado”.