Assinar Edições Digitais
Desporto

João Almeida perde a rosa e cai para quinto lugar

O ciclista de A-dos-Francos perdeu a liderança na etapa de hoje que incluiu o Stelvio, uma das subidas míticas do ciclismo.

Ciclista joao almeida
Ciclista português cedeu 4.51 minutos para o vencedor. Foto: Giro d’Italia

João Almeida não conseguiu segurar a rosa no alto do Stelvio, depois de 15 dias consecutivos de liderança na Volta à Itália.

O ciclista de A-dos-Francos, concelho de Caldas da Rainha, caiu para quinto lugar “após cortar a meta no sétimo posto e ter cedido 4.51 minutos para o vencedor, num dia que incluiu a ‘Cima Coppi’, ponto mais alto do Giro, no caso o Stelvio, a 2.758 metros”.

A camisola rosa passou para o holandês Wilco Kelderman, 2.16 minutos à frente de João Almeida nesta 18ª etapa que levou os ciclistas a percorrerem 207 quilómetros.

Quanto à liderança da classificação da juventude, que também pertencia ao atleta das Caldas da Rainha, está agora com o australiano Jain Hindley, que venceu a etapa “ao cabo de 6:03.03 horas”.

É já amanhã, dia 23, que se realiza a 19ª do total de 21 etapas numa prova que “liga Morbegno a Asti, em 258 quilómetros de perfil plano, antes de nova tirada de alta montanha no sábado e o contrarrelógio final, no domingo, em Milão”.

Apesar da perda da camisola rosa, o apoio a João Almeida tem crescido cada vez mais nos últimos dias, chegando mesmo ao Parlamento.

Um grupo de deputados do PSD vestiu rosa como forma de incentivo ao ciclista português

Um grupo de deputados do PSD, incluindo eleitos por Leiria, vestiu-se hoje de rosa “numa ação de reconhecimento e incentivo ao ciclista”, minutos antes do desfecho da etapa.

Hoje, os pais do ciclista tinham escrito o nome do filho no topo do Stelvio. O objetivo era que a “pantera cor-de-rosa”, como já é conhecido o ciclista português, sentisse algum calor quando chegasse ao topo gelado daquela montanha mítica do ciclismo mundial.