O Politécnico de Leiria está a desenvolver, desde 1 de outubro de 2019, o projeto SoftAware, “uma parceria transnacional entre os principais atores responsáveis pelo crescimento dos profissionais na área da informática” com o objetivo de “promover o desenvolvimento de talentos na área do software na Europa”.

Entre os colaboradores do projeto estão duas universidades da Bulgária, duas da Lituânia, uma de Chipre e uma da Holanda, informa a instituição em comunicado.

Além destas instituições, também centros de investigação, empresários, associações profissionais, parceiros sociais, centros de formação e pequenas e médias empresas fazem parte do projeto.

O projeto decorre até 30 de setembro de 2021 e entre os objetivos está “fornecer conteúdos atualizados de ensino de engenharia de software (re)projetando o currículo das instituições de ensino superior”, “promover a implementação de mais componentes práticas na formação”, “melhorar as soft skills dos estudantes do ensino superior” e a “criação de oportunidades para estágio”.

A iniciativa é destinada a todos os estudantes do ensino superior da Europa, a docentes e outros profissionais, bem como a todos os interessados do ensino superior “responsáveis pela valorização dos profissionais de informática”, explica o Politécnico.

O projeto visa, ainda, a criação de ofertas formativas, nomeadamente uma licenciatura em Tecnologias de Software, que pretende “incorporar as melhores práticas da indústria” e considerar o estado atual da tecnologia. E três cursos online gratuitos sobre “Síntese e Análise de Algoritmos”, “Conceção e Testes de Software” e “Gestão de Projetos de Software”.

Segundo o IPLeiria, o “SoftAware” disponibiliza, ainda, um conjunto de competências pessoais dirigido a docentes universitários na área das Ciências da Computação, procurando desenvolver capacidades analíticas e de trabalho em equipa, entre outras.