Música, comédia e muita nostalgia têm encontro marcado para o auditório da Filarmónica de Chãs, em Regueira de Pontes, Leiria. “Eu, Variações”, espetáculo de teatro que está em digressão pelo país, chega à região este sábado à noite, 10 de outubro.

A partir das 21h30 parte um “carrossel de emoções e sentimentos”, conta Rúben Menino, produtor e ator da peça.

“Eu, Variações” retrata os 39 anos de vida de António Variações numa perspetiva que vai além do filme de João Maia sobre o músico, lançado em 2019. O público ficará a conhecer “toda a parte backstage do António, que não era visível”, desde o sofrimento vivido ao tema da homossexualidade, que à época “era um bicho”, explica Rúben Menino.

A peça encenada por Rafael Rodrigues é adaptada do livro “António Variações entre Braga e Nova Iorque”, de Manuela Gonzaga, e começa com o artista, doente, a falar na primeira pessoa, passando para uma retrospetiva da vida do músico até chegar à ribalta.

Através da caracterização realista de Ricardo Oliveira (que interpreta Variações enquanto adulto) e de Luís Mascarenhas (que interpreta o artista em jovem), é conseguida uma proximidade forte com os espectadores, que “às vezes esquecem-se do texto e focam-se apenas nos atores”, como se estivessem a ver o próprio António Variações em palco.

Este é o penúltimo espetáculo da digressão. Em palco vão estar seis atores com o objetivo de dar a conhecer toda a história desta “figura ímpar da música portuguesa” num espetáculo para maiores de 14 anos.

Devido à Covid-19, a peça está sujeita a lotação limitada no auditório da Filarmónica de Chãs, com respeito pelas medidas impostas pela Direção-Geral da Saúde.

Os bilhetes custam 10 euros e podem ser adquiridos online, na Ticketline. Para reservas e informações adicionais é possível contactar 910 059 353.