Assinar
Ourém

Reitor espera regresso ao Santuário “sem limitações o mais depressa possível”

Carlos Cabecinhas, durante a abertura do ano pastoral em Fátima, reconheceu que a pandemia ainda marcará 2021.

“Todos temos consciência de que o próximo ano será ainda profundamente marcado pela situação pandémica e que enfrentaremos muitas dificuldades, aos mais diversos níveis”, defendeu hoje o reitor do Santuário, padre Carlos Cabecinhas, durante a abertura do ano pastoral em Fátima.

Numa sessão online, transmitida no site do Santuário de Fátima, o sacerdote expressou o desejo de que “possamos regressar ao Santuário sem limitações o mais depressa possível”, ao invocar a intercessão de Nossa Senhora e dos Pastorinhos.

A vivência deste novo ciclo pastoral subordinado ao tema “Louvai o Senhor, que levanta os fracos” apresenta a fé cristã e a mensagem de Fátima, em particular, como “esperança e ânimo” face à experiência da fragilidade humana.

Em 2021 realizar-se-á o Simpósio Teológico-Pastoral, que não decorreu neste ano, devido à pandemia.

O Santuário apresentará ao longo do ano pastoral um ciclo de encontros sobre o  tema do ano, bem como  mostra ao público, já a partir de 2 de dezembro, a exposição temporária “Os Rostos de Fátima: fisionomias de uma paisagem espiritual”, hoje, 28 de novembro, inaugurada. Ali podem vistas “algumas peças mais significativas da exposição permanente”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.