Assinar


Alcobaça

Covid-19: Lar Residencial de Évora de Alcobaça com 31 infetados

A GNR procedeu à descontaminação das instalações e sexta-feira serão feitos novos testes a quem acusou negativo.

Vinte e quatro utentes e sete funcionários do Lar Residencial de Évora de Alcobaça, no distrito de Leiria, estão infetados com o novo coronavírus, informou hoje a direção técnica da instituição.

“Há dois utentes que se encontram hospitalizados entre os 24 que tiveram resultados positivos”, disse à agência Lusa Christelle Matias, diretora técnica do Lar Residencial de Évora de Alcobaça, onde estão também infetados com covid-19 sete funcionários.

O surto foi detetado no dia 1 e levou à testagem dos 68 utentes (34 residentes no lar de idosos e outros 34 alojados numa residência para adulto com deficiência) e 50 funcionários do lar integrado na Santa Casa da Misericórdia de Alcobaça, no distrito de Leiria.

“Excluindo os dois hospitalizados, todos os utentes se encontram estáveis e foram mantidos na instituição, em alas separadas”, afirmou a diretora técnica.

A GNR procedeu à descontaminação das instalações e “na sexta-feira vão ser feitos novos testes a todas as pessoas que tiveram resultado negativo”, acrescentou a mesma responsável.

De acordo com o presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, o concelho regista hoje 362 casos ativos de covid-19, 777 curados e 20 mortes, números que refletem “o impacto das festividades da passagem de ano” e que levam a autarquia a prever que “esta onda de crescimento ainda possa durar mais alguns dias, de acordo com os especialistas”.

Na rede social Facebook, o autarca divulgou hoje que, “dado o contexto atual, as autoridades de saúde locais e o município recomendam fortemente a todos os lares do concelho um período de 14 dias de restrição de visitas de familiares, mesmo nas instituições que não tenham qualquer caso positivo”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.