Assinar
Marinha Grande

João Ferreira visita Marinha Grande no dia da revolta operária

O candidato à presidência da República estará acompanhado por Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP.

Coincidência ou não, o candidato à presidência da República apoiado pelo PCP, João Ferreira, escolheu o dia em que se assinalam 87 anos da revolta operária para visitar a Marinha Grande.

É ao final da tarde desta segunda-feira, 18 de janeiro, que o eurodeputado vai estar presente numa sessão pública da candidatura, nas instalações do Sport Operário Marinhense.

E não vem só. João Ferreira chegará pelas 18h30, acompanhado pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

A comissão distrital de Leiria explica, num comunicado, que “a lotação do auditório foi reduzida a um terço da lotação da sala”, o que representa um número inferior ao previsto no plano de contingência para as instalações do clube.

Esta segunda-feira fica marcada pelas cerimónias dos 87 anos da revolta operária na Marinha Grande, a 18 de janeiro de 1934, que aconteceu no âmbito de uma greve geral no país.

Neste concelho, os operários vidreiros tomaram o poder, uma situação única no país. Essa força viria a durar algumas horas, uma vez que o Estado Novo acabou por recuperar o poder.

O dia está a ser assinalado com diversas comemorações, nomeadamente uma manifestação, esta manhã, na praça do Vidreiro, na Marinha Grande.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.