Assinar
Ambiente

GNR deteta descarga de pecuária para afluente do rio Tornada

O efluente estava “a escorrer livremente para o solo”

Uma descarga ilegal de efluente pecuário foi detetada na quarta-feira, dia 17, em Matoeira, no concelho de Caldas da Rainha, no decorrer de uma ação de patrulhamento da GNR.

A ação, “direcionada para a prevenção e deteção de alterações às características dos recursos hídricos”, levou os militares a “detetarem uma descarga de efluente pecuário proveniente de uma exploração suinícola”, explica o Comando Territorial de Leiria da GNR.

O efluente estava “a escorrer livremente para o solo e posteriormente introduzir-se-ia na linha de água, num afluente do rio Tornada, através de um tubo de PVC, sem qualquer tipo de mecanismo que assegurasse a sua depuração”, adianta em comunicado.

Em resultado da fiscalização desenvolvida pelo Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Caldas da Rainha foi elaborado um auto de contraordenação ambiental, punível com uma coima que pode ascender aos 144 mil euros.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.