Assinar
Saúde

M-Talks 4ALL conversa com figuras da região sobre recuperação e resiliência

Diretora-adjunta do REGIÃO DE LEIRIA é convidada do programa na terça-feira. Região Centro está no eixo das conversas promovidas pelo Festival Mental.

São conversas dedicadas à Recuperação e Resiliência, têm a zona centro do país como elo de ligação e, pela segunda semana, o Festival Mental fala e convida a falar “claro e abertamente sobre os problemas que as situações como as que vivemos atualmente provocam”.

O festival, que nasceu em 2017 dedicado à saúde mental, programando cinema, artes e informação, lançou há um ano um programa diário de conversas, M-Talks 4ALL.

A segunda edição teve início da semana passada com o bailarino António Casalinho e a compositora e produtora Surma, ambos de Leiria, como convidados, e Leiria continua no centro destas conversas na semana que hoje inicia.

Catarina Menezes, professora do IPLeiria e coordenadora do curso de Comunicação e Media, é a convidada desta segunda-feira.

Amanhã, terça-feira, Patrícia Duarte, jornalista e diretora-adjunta do REGIÃO DE LEIRIA, é a convidada das M-Talks ALL.

João Pedro Fonseca, professor de música da Escola de Música do Orfeão de Leiria, Dalila Vicente, professora de música da Academia de Música de Alcobaça, e Rui Gaspar, músico e produtor da banda leiriense First Breath After Coma, são os restantes convidados da semana.

As M-Talks 4ALL são uma iniciativa do Programa Nacional Para a Saúde Mental da Direção-Geral da Saúde em parceria com a Safe Space Portugal, produtora do Festival Mental, e são transmitidas diariamente às 11 horas em vários canais: no Youtube da DGS, no Youtube do Mental e na IGTV do Instagram do Festival Mental.

Já o Festival Mental tem a 5ª edição agendada entre 20 e 23 de maio, no Cinema São Jorge, em Lisboa, entre outras salas que integram a programação alargada do evento.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.