Assinar
Covid-19

Covid-19: Mais 27 novos casos e um óbito nas últimas 24 horas

Leiria e Marinha Grande são os concelhos onde se regista o maior número de novos casos.

O último balanço da situação epidemiológica na região de Leiria dá conta de mais um óbito, registado nas Caldas da Rainha, nas últimas 24 horas.

Em relação a ontem, sexta-feira, mais 27 pessoas ficaram infetadas, 14 em Leiria, seis na Marinha Grande, quatro em Porto de Mós, duas nas Caldas da Rainha e uma em Peniche.

Apesar do número de novos casos se manter acima das recuperações, os valores estão bem próximos. Leiria é o concelho onde se registaram mais recuperações (12 casos), seguido da Marinha Grande (9).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a região de Leiria totaliza 29.122 casos confirmados, 27.955 recuperações, 291 casos ativos e 876 óbitos.

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo e municípios. Concelhos do ACES Pinhal Interior sem atualização desde 2 de abril.

Os dados referem-se aos 16 concelhos do distrito de Leiria e ao concelho de Ourém que, apesar de pertencer ao distrito de Santarém, mantém com Leiria grande proximidade e tem o Hospital de Santo André como hospital de referência.

Mais sete mortes e 280 novos casos de infeção desde sexta-feira em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais sete mortes e 280 casos confirmados de infeção pelo SARS-CoV-2, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde.

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, há 512 pessoas internadas, menos uma do que na sexta-feira, e cinco doentes saíram das unidades de cuidados intensivos, onde ainda estão 126 pessoas.

De sexta-feira para hoje, há menos 45 casos ativos (26.294 no total) e mais 318 pessoas foram dadas como recuperadas, atingindo um total de 779.973 desde o início da pandemia, em março de 2020.

RL com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.