Assinar


Mercado

Lota da Nazaré melhora condições com obras de 312 mil euros

A empreitada prevê um conjunto de intervenções nas principais zonas

O edifício da lota, no Porto de Pesca da Nazaré, vai ser requalificado, num investimento superior a 312 mil euros, para melhorar as condições de segurança dos profissionais, anunciou a Docapesca.

A empresa responsável pela exploração do Porto e Lota da Nazaré divulgou na terça-feira, dia 6, ter lançado o concurso público para a requalificação do edifício da Lota do Porto de Pesca da Nazaré, face à “necessidade de se proceder a um conjunto de trabalhos”.

O edifício foi concebido para responder às exigências e regulamentos em vigor para manipulação, conservação e primeira venda de pescado, mas, refere a Docapesca – Portos e Lotas, S.A., em comunicado, “a regulamentação sofreu alterações, as exigências técnicas e funcionais evoluíram e os materiais sofreram uma natural degradação”.

Fatores que, segundo a empresa do sector empresarial do Estado tutelada pelo Ministério do Mar, “justificaram intervenções necessárias ao longo do tempo” e que levam também, agora, à realização dos trabalhos sujeitos a concurso.

A empreitada foi lançada pelo preço-base de 312 mil euros e prevê um conjunto de intervenções nas principais zonas da lota, nomeadamente na primeira venda de pescado, nas áreas reservadas ao público e aos trabalhadores, bem como nas instalações e equipamentos de higienização e de conservação de pescado.

A par com as intervenções recomendadas, “existe a intenção de manter o máximo possível as preexistências, respeitando a conceção arquitetónica e construtiva original e, ao mesmo tempo, introduzir o fator valorização, entendido tanto numa perspetiva ambiental e social, quanto económica”, lê-se ainda na nota.

O projeto enquadra-se no âmbito do melhoramento das características físicas, de higiene, segurança e ambientais, a introduzir nas instalações da lota.

A Docapesca, responsável por uma rede de 23 Lotas e 36 Postos de Vendagem, “tem como missão realizar intervenções desta tipologia sempre que se justifica”, sublinha a empresa, estabelecendo como prioridade o cumprimento das “normas de segurança e ambientais durante a renovação e a otimização” das respetivas infraestruturas.

A empresa está sedeada em Lisboa e conta com cinco delegações no território continental: Norte e Matosinhos, Centro Norte, Centro, Centro Sul e Algarve.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.