Assinar
Cultura

Academia de Letras e Artes Lusófonas expõe 150 obras na Galeria do Posto de Turismo de Leiria

Exposição está patente até 31 de maio na galeria do Posto de Turismo de Leiria.

São 150 obras de arte de mais de cinco dezenas de artistas, alguns deles com ligações à região de Leiria. A exposição está patente, até final do mês, na galeria do Posto de Turismo de Leiria.

Lazarino, Abel Salazar, Acácio Lino, Alfredo Morais, Alves de Sá, António Carneiro, Carlos Ramos, Celestino Alves, Clementina Moura (Manta), Columbano, Domingos Sequeira, Dominguez Alvarez, Eduardo Viana, Hogan, J. Villaré, J. Vasconcelos, João Cutileiro, João Reis, Maria Luísa Reis, José Malhoa, Lino António, Luis Fernandes, Salvador, Stuart, Tomas e Raul da Anunciação, Silva Porto, Camilo Barata, Zé de Oliveira, Ernesto Luís, Alves Cardoso, e Soares dos Reis são só alguns dos nomes que compõem esta mostra.

A exposição é da responsabilidade da Academia de Letras e Artes Lusófonas (ACLAL) e pretende angariar verbas para a atividade da academia que, nos últimos anos, tem criado bibliotecas e núcleos museológicos nos vários países da Lusofonia.

Recentemente, explica Arménio Vasconcelos, presidente da direção da ACLAL, a Academia iniciou a criação de espaços em Almofala (Castro Daire), Figueiró dos Vinhos, Ceará (Brasil), Biscoitos (Ilha Terceira, Açores), São Tomé e Príncipe, Timor e em Angola. É também objetivo a curto prazo a criação de uma sede na cidade de Leiria.

As obras expostas na galeria do Posto de Turismo de Leiria foram oferecidas por escultores, escritores ou pintores e o valor da venda reverte, total ou parcialmente, para a Academia.

Desde a fundação da ACLAL, em 2009, com sede em Figueiró dos Vinhos, mais de 1.500 pinturas e esculturas e três mil livros foram doados para ajudar a implementar os projetos em torno da Lusofonia.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.