Assinar
Leiria

Castelo de Leiria recebeu quase quatro mil visitantes na reabertura

Executivo decidiu prolongar até 31 de julho o acesso gratuito ao monumento.

imagem do elevador de acesso ao castelo pelo lado sul

O Castelo de Leiria recebeu quase quatro mil visitantes no fim de semana da sua reabertura após as obras de reabilitação de alguns dos seus espaços, num investimento de cerca de 4,4 milhões de euros.

A vereadora com o pelouro da Cultura, Anabela Graça, disse ontem, durante a reunião de executivo, que o “balanço é muito positivo”.

“Aproximámo-nos dos quatro mil visitantes, no sábado e no domingo”, sendo que este “foi o dia de maior afluência” avançou a autarca socialista.

Segundo Anabela Graça, o público “respeitou as medidas de prevenção e segurança”, mesmo tendo de esperar em filas para visitar a Igreja Nossa Senhora da Pena e a cisterna, “este espaço não era conhecido dos leirienses”.

O vereador do PSD, Fernando Costa, questionou o executivo socialista sobre a avaria do elevador de acesso ao castelo no sábado, que, segundo o vereador Ricardo Santos já esteve operacional no domingo.

“Houve uma avaria num sensor, que queimou. Foi algo que, de acordo com a empresa, nunca aconteceu noutro ponto do país. Vai-se apurar se foi defeito de fabrico. O sensor já foi enviado apara avaliação e a câmara quer apurar as responsabilidades”, afiançou.

foto do interior do Castelojá depois da requalificação

Um dos pontos da ordem de trabalhos de hoje era a aprovação da entrada gratuita no Castelo até ao dia 30 de junho. Fernando Costa sugeriu que esta medida se estendesse até ao final do ano.

“Temos de pensar no retorno financeiro do investimento que fizemos e os meses de verão são os de maior receita. Damos oportunidade aos leirienses para visitarem o castelo até ao final de junho”, recusou o presidente da autarquia, Gonçalo Lopes.

Perante a justificação do presidente da Câmara de Leiria, o social-democrata propôs que a gratuitidade se estenda até ao dia 31 de julho, sugestão aceite por Gonçalo Lopes.

Segundo a vereadora com o pelouro da Cultura, o Castelo “vai passar a ser a nova praça maior da cidade centrada na cultura”.

A reabilitação do núcleo amuralhado, Castelo e envolventes, contemplou a Casa da Guarda, as cisternas, tornando visitável o seu interior, e a Igreja de Santa Maria da Pena, alvo de diversos trabalhos de conservação e restauro, incluindo colocação de cobertura e vãos ou arranjos no adro e no acesso à Torre Sineira.

Uma das principais novidades são os acessos mecânicos ao Castelo: dois elevadores verticais no lado sul e um elevador em carril no lado norte.

Além das acessibilidades, Anabela Graça realçou “o novo anfiteatro, que vai ser um espaço privilegiado para a cultura”, sendo que a própria Igreja da Pena, agora coberta, vai possibilitar, igualmente, eventos culturais.

O Castelo fechou em 3 de junho de 2019. Nesse ano, entre 2 janeiro e 2 de junho, recebeu 26.783 visitantes. Em 2018, tinham sido 71.449 os visitantes e no ano anterior 84.694, de acordo com informação enviada à Lusa pela autarquia.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.