Assinar
Cultura

Festival Criajazz leva concertos ao Castelo de Leiria e à Villa Portela

Os cinco concertos organizados pel'”O Nariz” acontecem entre 13 de junho e 15 de agosto, sempre ao final da tarde de domingo e com entrada grátis.

Cinco concertos no Castelo de Leiria e na Villa Portela compõem o programa da segunda edição de Criajazz, festival que oferece uma combinação de novo jazz e valores firmados a Leiria entre 13 de junho e 15 de agosto, anunciou segunda-feira a organização.

Iniciativa do grupo de teatro “O Nariz”, o evento reparte-se por dois espaços emblemáticos da cidade: o Castelo, recentemente remodelado, e a Villa Portela, composta por uma grande área verde e chalet do século XIX, no centro da cidade. 

Segundo Vitória Condeço, d’“O Nariz”, o programa conta sobretudo com “jovens músicos e projetos de originais”, numa aposta no “novo jazz, que é a essência do Criajazz”.

A par das formações em início de carreira, “sobretudo ligadas à ESMAE”, o festival convida duas duplas já com nome no panorama nacional: o guitarrista Flak e o saxofonista Rodrigo Amado e o projeto Mano a Mano, dos guitarristas André Santos e Bruno Santos.

A responsável do grupo de teatro assume expetativas altas para esta segunda edição, que explora novos espaços, como o recém-criado auditório ao ar livre do Castelo – “tem uma belíssima acústica” -, e a Villa Portela, que além de ser “muito interessante para ouvir jazz”, estará de portas abertas para quem quiser “visitar um espaço que habitualmente está fechado”, frisa Vitória Condeço. 

O festival Criajazz começa a 13 de junho com Luís Ribeiro Sexteto no Castelo de Leiria, monumento onde também tocam Flak e Rodrigo Amado no dia 27 de junho. 

Na Villa Portela, os concertos são dias 11 e 25 de julho: primeiro com os Mau, numa parceria com o festival A Porta, e depois pela Bison’s Big Bang. 

A fechar a programação, há concerto de Mano a Mano no Castelo de Leiria, a 15 de agosto. Todos os concertos são às 19:00, com entrada livre.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.