Assinar
Leiria

Novos centros de saúde de Amor e Bidoeira adjudicados por 1,8 milhões de euros

A exemplo da unidade dos Parceiros, estes dois projetos vão ser objeto de candidatura a fundos comunitários

A construção do novo centro de saúde de Amor deverá ser adjudicada por cerca de um milhão de euros à empresa Valeixa – Construção Civil (menos 100 mil euros do que o preço fixado em concurso), e a do pólo de saúde da Bidoeira de Cima – que contempla a requalificação do antigo jardim-de-infância de Bidoeira de Cima – por 771 mil euros à Encosta Construções (menos 10 mil do que o valor base).

A proposta de adjudicação das duas empreitadas foi aprovada por unanimidade na reunião de Câmara de terça-feira, estimando-se um prazo de execução de 18 meses para cada uma.

Em Amor, a nova unidade será construída de raiz em terrenos da casa que já foi do “senhor Serra” – situada ao lado da sede da Junta de Freguesia -, e que a autarquia adquiriu no final de 2019 por 170 mil euros.

A obra ocupará uma área bruta de 487 metros quadrados num terreno com 1.400 m2 e prevê a criação de quatro gabinetes médicos e três de enfermagem, além de vários serviços de apoio e 15 lugares de estacionamento.

Em Bidoeira de Cima, o novo pólo de saúde será instalado no antigo jardim-de-infância do lugar sede, e contemplará um gabinete médico, outro de enfermagem, serviços de apoio e mais de 20 lugares de estacionamento.

Os dois projetos e o lançamento dos respetivos concursos foram aprovados pelo executivo na reunião de 13 de abril. “A saúde é uma área extremamente importante e este investimento não está isolado. Há um histórico dos centros de saúde que foram construídos ou melhorados. Não é porque há eleições que fazemos estas obras”, disse o presidente Gonçalo Lopes nessa mesma reunião, em resposta aos vereadores do PSD.

Entretanto, em maio, a Câmara deliberou adjudicar a construção da futura unidade de saúde familiar dos Parceiros, para servir os utentes de Parceiros e Azoia e da Barosa, por cerca de 1,4 milhões de euros (cerca de 150 mil euros abaixo do indicado no concurso) à Soteol – Sociedade de Terraplanagens do Oeste.

O novo edifício terá uma área bruta de 745 metros quadrados (m2) e ficará localizado num terreno com 4.500 m2, confinante com a rua de Santa Maria. Integrada no projeto está também a criação de uma rotunda de acesso à nova unidade de saúde.

O futuro equipamento incluirá uma área administrativa, uma zona para a prestação dos cuidados de saúde e um espaço para arrumos e apoios, além de zona de estacionamento.

O objetivo é “contribuir para o reforço da rede de infraestruturas de saúde” e “colmatar as disparidades territoriais ainda existentes”, referiu então a Câmara, reconhecendo que a medida corresponde a um “anseio da população local, uma vez que a capacidade de resposta atual nos cuidados de saúde primários encontra-se aquém das necessidades existentes”.

Estas três obras, que representam um investimento global 3,17 milhões, serão executadas mediante protocolos a celebrar com a Administração Regional de Saúde do Centro e objeto de candidatura aos fundos comunitários para uma comparticipação de 85 por cento, correspondente a 2,7 milhões.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.