Assinar
Desporto

Pedro Portela é o melhor marcador na primeira vitória de Portugal

Seleção conseguiu a primeira vitória na prova ao segundo jogo mantendo vivas as esperanças em passar aos quartos de final.

A seleção portuguesa de andebol venceu hoje o Bahrain por 26-25, no segundo jogo do grupo B, conseguindo a primeira vitória oficial em Jogos Olímpicos de Tóquio em modalidades coletivas de pavilhão.

O leiriense Pedro Portela foi o melhor marcador do encontro, com seis golos.

Portugal entrou melhor na partida com António Areia a inaugurar o marcador, em Tóquio, na conversão de um livre de 7 metros mas, rapidamente, o Bahrain igualou as contas no marcador.

Seguiram-se momentos de bastante equilíbrio com o marcador a assinalar um empate a três golos, à passagem dos cinco minutos do encontro. Posteriormente, Portugal conseguiu dois golos de vantagem (3-5) mas a formação asiática acabou por reduzir para a margem mínima e perto dos 10 minutos voltou a igualar o resultado a seis golos.

Cinco minutos volvidos, era o Bahrain quem liderava no marcador, com 8-6, levando Paulo Pereira, selecionador nacional, a pedir time-out. Quando faltavam 10 minutos para o descanso, os Heróis do Mar encontravam-se a perder por dois golos mas Gustavo Capdeville entrou muito seguro na baliza e ajudou Portugal a aproximar o resultado (10-9).

A Seleção Nacional, com pouco acerto ofensivo, voltou a ficar a três golos de diferença, mas mais uma vez o guardião nacional voltou a estar em destaque e Portugal aproximou o resultado, através de Pedro Portela, levando o Bahrain a pedir time-out, quando o placar marcava 12-11. Portugal saiu para o descanso a perder por 15-14.

No segundo tempo, Portugal entrou para igualar o encontro, através de Miguel Martins, a 15 golos, mas o Bahrain voltou a chegar à vantagem a três golos.

À passagem dos 40 minutos de jogo, Pedro Portela conseguiu reduzir, para a margem mínima na conversão de um livre de 7 metros, a 18-17. Perto dos 50 minutos, a seleção nacional voltou a ter bola para empatar o encontro mas acabou por falhar dois remates e a formação asiática manteve-se na liderança, levando o time-out à mesa.

Miguel Martins empatou a partida a 24 golos quando faltavam apenas seis minutos para o final.

A reta final foi imprópria para cardíacos, com a igualdade a ser reposta por Pedro Portela, na conversão de um livre de 7 metros, quando faltavam apenas três minutos para o final sendo também quem colocou Portugal em vantagem quando faltavam apenas 30 segundos para o final (25-26) e apesar de um 7 metros favorável ao Bahrain, Portugal acabou por conquistar uma vitória por 25-26.

A Dinamarca lidera a ‘poule’ do grupo, com quatro pontos, depois de hoje ter batido o Egito (32-27), com portugueses, egípcios e suecos, que ainda hoje jogam com o anfitrião Japão, com dois pontos. Japão e Bahrein não pontuaram.

Os quatro primeiros classificados de cada um dos dois grupos avançam para os quartos de final do torneio olímpico.

Na quarta-feira, Portugal defronta a Suécia, pelas 11h30 (3h30 em Portugal), de novo no Yoyogi National Stadium.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.