Assinar


Fátima

Encontro na Basílica de Fátima reflete sobre o “caminho para a conversão”

Os peregrinos vão ser desafiados a refletir sobre “a aproximação a Deus, a alegria do encontro e a mudança de atitudes”.

A edição deste ano dos Encontros na Basílica, em Fátima, regressa no dia 5 de setembro com um apelo à reflexão sobre “o encontro com Deus como experiência de conversão”, anunciou o Santuário.

“O caminho que te conduzirá até Deus” é o mote para a intervenção do padre Rui Ruivo, da diocese de Leiria-Fátima, a partir da vida dos videntes Francisco e Jacinta Marto e do episódio do encontro de Jesus com Zaqueu, apontando no sentido de um “caminho de conversão e encontro com Deus possível para qualquer um”.

“Um caminho em que o primeiro passo é de Deus, que vem ao nosso encontro, que nos toca na situação em que nos encontramos, pequenos, frágeis, pecadores. Depois o nosso passo: a curiosidade de quem foi tocado por Deus; uma curiosidade muitas vezes misturada com o medo”, segundo a informação sobre o encontro disponibilizada pelo Santuário de Fátima.

Este é o terceiro encontro na Basílica deste ano e os peregrinos vão ser desafiados a refletir sobre “a aproximação a Deus, a alegria do encontro e a mudança de atitudes”, como “alguns dos passos a dar neste caminho de experiência de conversão”.

Rui Ruivo é padre da diocese de Leira-Fátima desde 2019, preparando-se para, a partir de setembro, assumir o cargo de diretor do Seminário em Família, do Centro de Cultura e Formação Cristã, e também do Serviço da Pastoral do Ensino Superior da diocese de Leiria-Fátima.

Um recital de órgão por Davide Barros – organista do Santuário de Fátima, desde 2017, e diretor artístico e fundador do Aeternum Vocal Ensemble -, que interpretará obras de Johann Sebastian Bach, Olivier Messiaen, Camille Saint-Saëns e Léon Boëllmann, encerrará o encontro.

Até ao final do ano, estão agendados mais dois encontros, pelo padre José Nuno Silva, que falará sobre “A fragilidade como lugar teológico e espiritual”, a 33 de outubro, dia em que o recital estará a cargo do organista António Mota, e, a 7 de novembro, será a vez do diretor do Departamento para o Acolhimento de Peregrinos do Santuário, André Pereira, que perspetivará Fátima como acontecimento, lugar e mensagem de esperança, e contará com o recital do organista Sílvio Vicente.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.