Assinar


Pedrógão Grande

Venda de lotes da Área Empresarial de Pedrógão Grande prevista para este ano

O regulamento da venda de lotes foi aprovado em reunião do executivo, mas chumbado em sessão da Assembleia Municipal

 A venda de lotes da Área de Localização Empresarial (ALE) de Pedrógão Grande, investimento de quase 1,8 milhões de euros, está prevista começar ainda este ano, revelou hoje o município.

Segundo informação da Câmara, o regulamento da venda de lotes foi aprovado em reunião do executivo, mas chumbado em sessão da Assembleia Municipal que se realizou na sexta-feira.

“Apesar do chumbo, o objetivo da Câmara é conseguir, ainda ao longo de 2021, dar início ao processo de venda de lotes, havendo já empresas interessadas”, refere a autarquia.

Esta infraestrutura, concluída há um ano, está situada junto do primeiro nó de acesso do Itinerário Complementar 8 a Pedrógão Grande, sentido Figueira da Foz – Castelo Branco, próxima da vila.

Ocupando uma área total de 99.800 metros quadrados, a Área de Localização Empresarial tem 31 lotes. Estes variam entre os 569 e os 6.916 metros quadrados.

Trata-se de um investimento de 1.173.195,90 euros, com financiamento comunitário de 85% sobre o investimento elegível, acrescenta o município.

“[A ALE] possibilitará a vinda de novas empresas do exterior, abrindo o tecido empresarial do concelho, muito enclausurado sobre si próprio, bem com a sua economia aos fatores de mercado e competição”, adianta a autarquia, presidida por Valdemar Alves, eleito pelo PS, que não se recandidata.

Por outro lado, “permitirá criar postos de trabalho que poderão vir a reduzir o desemprego, mas também poderão vir a induzir um fator interessante de repovoamento, atraindo população com determinado grau de especialização”.

De acordo com o município, com este investimento pretende-se “aumentar e diversificar o tecido empresarial local, criar condições para o autoemprego e para novos postos de trabalho”, e “desenvolver o município de modo sustentado e sustentável”.

A fixação de “empresas inovadoras, abrindo o tecido empresarial para lá da competitividade económica local”, e “permitir o alargamento da base económica que é estreita, criando condições para aumentar a diversificação e o valor acrescentado”, são outros dos objetivos da nova ALE.

De acordo com a Câmara, o concelho de Pedrógão Grande, no norte do distrito de Leiria, tem mais três ALE, em Regadas e Derreada Cimeira, ambas de menor dimensão e que se encontram completas. Já a de Pinheiro Bordalo “está parcialmente ocupada, estando em curso a aquisição de terrenos para ampliação”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.