Assinar
Alcobaça

Banda de Alcobaça realiza “sonho antigo” e adquire terreno para futuras instalações

A fase seguinte passará pela obtenção de financiamento para a construção do novo edifício.

A aquisição de um terreno para a construção de novas instalações é o realizar de “um sonho antigo” para a Banda de Alcobaça. Com esta compra, toda a oferta da instituição passará a estar concentrada num só edifício.

Este é “o primeiro passo na concretização de um dos mais estruturantes objetivos da instituição: a construção de um edifício que permita ultrapassar as insuficiências ao nível de salas de aula e outros espaços indispensáveis ao bom funcionamento” dos projetos, explica a direção da Banda de Alcobaça, em comunicado.

O terreno adquirido é próximo das atuais instalações da instituição, da qual fazem parte a Academia de Música de Alcobaça, a Academia de Dança de Alcobaça e a Banda Sinfónica de Alcobaça, entre outros projetos artísticos e sociais.

Estas instalações foram cedidas pelo município em 2001 e situam-se no primeiro piso do antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Alcobaça, mas a lotação máxima autorizada está largamente ultrapassada, tornando a situação “totalmente insustentável”.

A lotação máxima do espaço é de 18 alunos e, atualmente, a Academia de Música de Alcobaça conta já com mais de 560 alunos só nos cursos de música.

Para garantir o funcionamento de todos os projetos, a instituição recorreu a diversos contratos de arrendamento de outros espaços, o que constitui “um pesado esforço financeiro”.

Para a aquisição do terreno, a instituição contou com a parceria da Câmara de Alcobaça que “concedeu um apoio financeiro decisivo” para o processo, esclarece.

O passo seguinte passará pela obtenção de financiamento para a construção de um novo edifício que “concentre, no essencial, todas as valências já oferecidas à comunidade”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.