Assinar


Nove concelhos da região de Leiria em risco máximo de incêndio

A subida das temperaturas motivou o aviso para risco máximo, muito elevado e elevado em quase todo o país

Thermometer with celsius scale showing extreme high temperature.
Mercury thermometer. Summer heat or global warming climate change concept.

Dos 77 municípios em risco máximo de incêndio no país, nove são da região de Leiria.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o aviso abrange os concelhos de Alvaiázere, Batalha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Marinha Grande, Ourém, Pedrógão Grande, Pombal e Porto de Mós.

Estão ainda em risco máximo sete concelhos do distrito de Faro, três de Bragança, 12 na Guarda, 11 em Viseu, dez em Coimbra, nove em Santarém (além de Ourém), nove em Castelo Branco e cinco em Portalegre.

O IPMA colocou também mais de 90 concelhos em risco muito elevado de incêndio e cerca de outros 90 em risco elevado. Na região de Leiria, encontram-se em risco muito elevado Alcobaça, Ansião e Leiria, e em risco elevado Bombarral, Caldas da Rainha, Óbidos, Nazaré e Peniche.

Apenas 17 municípios localizados sobretudo no litoral norte estão com risco moderado de incêndio e outros dois (o concelho do Porto e o de Esposende, em Braga) estão com risco reduzido de incêndio.

Este risco, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje, no continente, céu pouco nublado, aumentando de nebulosidade, vento fraco, sendo mais intenso a partir da tarde e soprando com rajadas nas terras altas, e uma pequena subida de temperatura.

As temperaturas máximas vão oscilar entre os 26 graus Celsius em Viana do Castelo e os 36 em Évora.

Com redação

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.