Assinar


Sociedade

Pombal, Torres Vedras e Braga vencem Galardão Bandeira Verde ECOXXI 2021

Leiria também foi distinguida com uma avaliação superior a 80%, tal como Pombal.

Bandeiras verdes referentes à distinção do EcoXXI 2020

Pombal, Torres Vedras e Braga obtiveram os melhores registos do Galardão Bandeira Verde ECOXXI 2021, que premeia as ações e políticas de sustentabilidade dos municípios, sendo que 54 das 58 candidaturas foram hoje premiadas em Santo Tirso.

Na sua 15.ª edição, este galardão, promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), teve em 2021 o segundo maior número de concelhos a concurso, 58, depois de Porto Moniz, Montemor-o-Velho, Soure, Vila de Rei e Viseu se terem apresentado este ano pela primeira vez.

A atribuição da bandeira verde foi dividida em quatro escalões, conforme a percentagem do índice ECOXXI, havendo distinção apenas para quem apresentou um resultado final igual ou acima dos 50% dos 22 critérios definidos pela ABAE.

Pombal é assim o Município mais sustentável de Portugal pelo segundo ano consecutivo, tendo registado a melhor pontuação na candidatura à Bandeira Verde ECOXXI 2021, com a obtenção da melhor pontuação em quatro indicadores: Educação para a Sustentabilidade; Sustentabilidade em Zonas Balneares; Ordenamento do Território; e Qualidade do Ambiente Sonoro.

No município de Pombal aderiram ao projeto cinco escolas do concelho: Escola EB Conde de Castelo Melhor; Escola EB1 do Barrocal; Centro Escolar da Mata Mourisca; Jardim-de-Infância do Carriço; e Centro Escolar dos Vieirinhos, com o envolvimento de 325 pessoas.

Entre os critérios estavam a educação ambiental, a cooperação com a sociedade civil em matéria de ambiente e de promoção do desenvolvimento sustentável, conservação da natureza (biodiversidade e geodiversidade) e medidas de sustentabilidade em contexto de pandemia, áreas em que cada um dos municípios candidatos teve de apresentar resultados, sendo avaliado pelo que conseguiu.

Na base da atribuição do galardão, lê-se na informação prestada pela organização, está a análise da “informação relativa às ações, atividades e políticas de sustentabilidade implementadas no ano anterior, que é avaliada por um grupo de peritos que integram a Comissão Nacional onde estão representadas 34 instituições”.

Assim, por esta ordem, Pombal, Torres Vedras, Braga, Águeda, Sintra, Lousã, Oeiras, Leiria, Santo Tirso e Maia foram os concelhos com o melhor registo, todos eles acima dos 80%.

Na categoria abaixo, com registo superior a 70% ficaram: Lourinhã, Avis, Albufeira, Nazaré, Mafra, Alfândega da Fé, Vila Nova de Famalicão, Tavira, Funchal, Mira, Vila Franca de Xira, Oliveira do Hospital, Estarreja, Valongo e Lagos.

Na categoria com mais de 60% foram classificados Góis, Tarouca, Viseu, Arganil, Amadora, Mealhada, Póvoa de Varzim, Trofa, Macedo de Cavaleiros, Setúbal, Cascais, Manteigas, Cantanhede, Anadia e Vila Nova de Poiares.

Por último, com um registo superior igual ou superior a 50% foram distinguidos: Vila do Bispo, Beja, Sesimbra, Vila de Rei, Amarante, Vila do Porto, Caminha, Soure, Fundão, Ourém, Lajes do Pico, Torres Noves, Horta e Tábua.

Com Lusa

(foto de arquivo)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.